adeus

Emoção e revolta marcam sepultamento do corpo de jovem de 18 anos morta em Glória do Goitá, na Mata Norte de Pernambuco


A mulher estava desaparecida desde o último sábado (29) e teve corpo encontrado em canal na terça-feira (1°)

Bruna Oliveira
Bruna Oliveira
Publicado em 03/02/2022 às 21:27
Reprodução: TV Jornal.
Kauanny foi encontrada morta na cidade de Glória do Goitá. - FOTO: Reprodução: TV Jornal.
Leitura:

Esta quinta-feira (3) foi de tristeza e revolta para os familiares de Kauany Maiara Marques da Silva, de 18 anos, que compareceram ao Cemitério de Santo Amaro, na Área Central do Recife, para se despedir da jovem.

A mulher estava desaparecida desde o último sábado (29) e teve corpo encontrado em uma manilha dentro do canal que corta a comunidade de Capuchinho, em Glória de Goitá, na Mata Norte de Pernambuco, na terça-feira (1°).

"Vou continuar dizendo que quero justiça pela maldade que ele [o assassino] fez com a minha filha. Quem está sentindo a dor sou eu, que perdi minha filha jovem, com 18 anos, de forma cruel", desabafou Michele Marques, mãe da vítima.

O homem suspeito de ter matado a jovem é Edson Cândido Ribeiro, de 35 anos. Ele está sendo procurado em uma mata, localizada na área rural da cidade.

Além da jovem, o homem é suspeito de ter estuprado e assassinado uma outra mulher, Jailma Muniz da Silva, de 19 anos, na segunda-feira (31).

Por causa do avançado estado de decomposição do corpo de Kauany, não houve velório. Durante o sepultamento, a mãe da jovem chegou a passar mal e precisou ser amparada por pessoas que se encontravam no local.

Para Elenita de Souza, amiga da vítima, o que fica é a revolta. "Isso não se faz com ninguém, ainda mais com a nossa amiga que queria tanto ser feliz", disse. 

Kauany teria se relacionado com o suspeito uma vez e teria sido morta por ele após dizer que não queria mais se envolver com o mesmo.

Moradores tentam invadir casa da mãe de suspeito

Nesta quinta-feira, a população de Glória do Goitá tentou invadir a casa da mãe do suspeito com facões. Algumas pessoas ainda quebraram a cerca e a grade da residência. Isso porque um boato dizia que Edson se encontrava escondido no local.

Com os ataques à casa, a mãe do homem chegou a sair da casa com um facão, para afastar os moradores. A equipe de reportagem da TV Jornal, que estava na residência, flagrou o momento.

"Jesus está no meio desse rebuliço e ele não vai deixar as pessoas matarem meu filho, mas a Justiça vai levar ele [preso]."

Após a confusão, a polícia chegou ao local e controlou a situação.

Buscas pelo suspeito

A Polícia Civil de Pernambuco está realizando buscas para capturar o acusado dos homicídios de Jailma Muniz da Silva e Kauany Mayara Marques da Silva.

Um Mandado de Prisão Temporária foi expedido pelo Juízo da Comarca de Glória de Goitá, que também autorizou a divulgação oficial da imagem do procurado Edson Cândido Ribeiro, 35 anos.

DIVULGAÇÃO
Edson Cândido Ribeiro, 35 anos, é procurado pela Polícia Civil como principal suspeito de ter assassinado as jovens - DIVULGAÇÃO

Quem tiver informações, pode entrar em contato pelo Disque Denúncia 3658.2905 ou da Ouvidoria da SDS 0800.081.5001. O sigilo é garantido.

 

Assista o programa O Povo na TV desta quinta-feira (8)

DIVULGAÇÃO
Edson Cândido Ribeiro, 35 anos, é procurado pela Polícia Civil como principal suspeito de ter assassinado as jovens - FOTO:DIVULGAÇÃO

Mais Lidas