JUSTIÇA DO TRABALHO

Fala mal da empresa nas redes sociais? Cuidado! Você pode ser demitido por justa causa

Escrever sobre empresa, chefes ou colegas de trabalho nas redes pode acabar dando problemas; entenda

Marcelo Aprígio
Marcelo Aprígio
Publicado em 24/03/2022 às 9:28
Notícia
Marcello Casal Jr/Agência Brasil
Cuidado com postagens nas redes sociais - FOTO: Marcello Casal Jr/Agência Brasil
Leitura:

Você costuma desabafar e falar mal da empresa, chefes ou colegas de trabalho? Cuidado com essas postagens. Isso porque você pode ser demitido por justa causa.

Recentemente, a Justiça do Trabalho reconheceu que demissões por justa causa são válidas quando um funcionário extrapola os limites do bom-senso em redes sociais e mensageiros.

Nesses casos, o empregado acaba ofendendo a empresa, chefes ou colegas, e e tribunais dizem que isso provoca danos à honra e imagem da companhia.

Demissão por justa causa

A Justiça manteve a demissão por justa causa de uma mulher que publicou no Facebook ofensas sobre a empresa na qual trabalhava, uma rede de drogarias popular em São Paulo. A decisão foi dada no dia 11 de março de 2022.

Ao analisar o caso, o juiz do trabalho substituto Bruno Antonio Acioly Calheiros, do Tribunal Regional do Trabalho da 2ª Região (TRT-2) avaliou que a funcionária excedeu seu direito de se expressar no Facebook.

Como consta no processo, a funcionária postou na rede social que a farmácia deveria ser “investigada pelo Ministério Público” para a Justiça “prender quadrilha”.

Para o magistrado, a mulher poderia ter usado outros meios de comunicação para resolver insatisfações com a empresa, como uma denúncia para o sindicato ou ao Ministério Público do Trabalho (MPT).

WhatsApp também causa demissão

Mas os casos de funcionários demitidos por reclamarem online não se limita apenas às redes sociais. O TRT-23 já julgou um caso de um funcionário que foi dispensado por justa causa ao ofender o restaurante em que trabalhava em um grupo de WhatsApp — e manteve a dispensa.

A decisão em 1ª instância o condenou por criticar a promoção rodízio de pizza oferecido pelo restaurante, dizendo que a oferta era uma “merda”. Em recurso, o homem se defendeu e disse que o comentário foi feito “em tom de brincadeira, em seu momento de folga”.

Comentários

Mais Lidas