Inédito

Coração de porco transplantado em homem estava com vírus suíno; confira

David Bennet, que realizou o procedimento, faleceu no último mês de março

Maria Luísa Fernandes
Maria Luísa Fernandes
Publicado em 05/05/2022 às 19:04
Notícia
Divulgação/ UNIVERSITY OF MARYLAND SCHOOL OF MEDICINE / AFP
Homem que recebeu o transplante faleceu no último mês de março - FOTO: Divulgação/ UNIVERSITY OF MARYLAND SCHOOL OF MEDICINE / AFP
Leitura:

Na última semana, foi divulgado que o coração de porco recebido por um homem estava com a presença de um vírus suíno chamado "Porcine Cytomegalovirus". A informação chegou a ser confirmada pelo próprio médico que realizou o procedimento, deixando muitos internautas surpresos, já que se tratava de um transplante completamente inédito. 

TRANSPLANTE DE CORAÇÃO DE PORCO

David Bennett, homem que recebeu o coração geneticamente modificado de um porco, morreu no último mês de março, com 57 anos. Segundo Bartley Griffith, que é cirurgião de transplantes da Universidade de Maryland, a presença do vírus pode ter contribuído bastante para a morte do paciente.

A informação sobre o caso de David Bennett foi divulgada inicialmente pela MIT Technology Review e apresentada à comunidade científica no último dia 20 de abril, durante um evento que estava ocorrendo nos Estados Unidos.

"Estamos começando a entender por que ele faleceu", informou o médico.

PRESENÇA DO VÍRUS NO ÓRGÃO

De acordo com o médico, um teste acabou indicando a presença do vírus suíno 20 dias após o transplante, mas como o nível estava muito baixo, foi descartado como um "erro de laboratório". Após um mês depois da realização do procedimento, os testes revelaram um aumento do vírus.

"Era morrer ou fazer esse transplante. Eu quero viver. Eu sei que é um tiro no escuro, mas é minha última opção", declarou David Bennet um dia antes do transplante.

Comentários

Mais Lidas