AUXÍLIO BRASIL 2022

Ida ao dentista pode garantir auxílio de pelo menos R$ 400; entenda

Proposta consta em um projeto de lei apresentado no Senado Federal

Marcelo Aprígio
Marcelo Aprígio
Publicado em 11/05/2022 às 10:15 | Atualizado em 11/05/2022 às 10:19
PIXABAY
O acompanhamento da saúde bucal poderá se tornar mais uma dos requisitos do Auxílio Brasil - FOTO: PIXABAY
Leitura:

Você costuma ir ao dentista? Se a resposta for 'não', é melhor criar o hábito de realizar visitas periódicas ao odotonlogista.

Isso porque, a ida ao profissional de saúde bucal pode garantir o recebimento de um auxílio financeiro de pelo menos R$ 400. O valor, porém, a depender de algumas variáveis, pode chegar a R$ 1.000.

A proposta consta em um projeto de lei apresentado no Congresso Nacional pelo senador Plínio Valério (PSDB-AM).

O PL institui novas regras para o programa Auxílio Brasil, que foi criado no final de 2021 para ficar no lugar do antigo Bolsa Família.

Continue lendo a matéria para entender o que prevê a proposta.

.

IR AO DENTISTA PODE GARANTIR AUXÍLIO BRASIL DE 400 REAIS

Auxílio Brasil de R$ 400 é pago todos os meses aos brasileiros inscritos no programa, também conhecido como Bolsa Família 2022.

No entanto, em breve, alguns beneficiários poderão perder o Auxílio Brasil por não irem com regularidade ao dentista.

Isso mesmo! O acompanhamento da saúde bucal poderá se tornar mais uma dos requisitos do Auxílio Brasil. Essa é a proposta do Projeto de Lei (PL) 1.015/2022.

Atualmente, são exigências para o pagamento do benefício a realização de pré-natal, o cumprimento do calendário vacinal, o acompanhamento do estado nutricional e a frequência escolar.

O projeto é resultado de uma proposta feita à Ouvidoria por uma moradora de Manaus. Ela apresentou sua sugestão por meio do Portal e-Cidadania, do Senado.

A ideia, segundo o senador, é que responsáveis conduzam as crianças, desde cedo, aos dentistas e demais profissionais do setor, o que iria contribuir para a diminuição do índice de cáries, doenças da boca e perda precoce de dentes.

“Se a consulta com profissionais de saúde bucal passar a ser condicionalidade, as crianças poderão receber atendimento continuado desde o primeiro ano de vida, recebendo tratamento odontológico e orientações sobre higiene bucal", afirmou o senador.

"Esperamos estimular o aumento da procura por serviços odontológicos e, assim, reduzir a ocorrência de sérios agravos de saúde causados por uma má higiene oral”, argumentou Plínio Valério .

MARCELO APRÍGIO/JC
A PEC dos Precatórios cria espaço fiscal para o pagamento do programa Auxílio Brasil - FOTO:MARCELO APRÍGIO/JC

Mais Lidas