Procurado

URGENTE: Preso suspeito de matar ator infantil Rafael Miguel. Relembre o caso

Paulo Cupertino estava em primeiro lugar na lista de criminosos mais perigosos de São Paulo

Maria Luísa Fernandes
Maria Luísa Fernandes
Publicado em 16/05/2022 às 18:07 | Atualizado em 16/05/2022 às 18:21
Notícia
REPRODUÇÃO
Suspeito do assassinato do jovem ator Rafael Miguel, Paulo Cupertino é preso - FOTO: REPRODUÇÃO
Leitura:

Nesta segunda-feira (16) Paulo Cupertino Matias, suspeito de matar o ator Rafael Miguel e seus pais, acabou sendo preso em São Paulo. O crime ocorreu no dia 9 de junho de 2019.

SUSPEITO DA MORTE DE RAFAEL MIGUEL É PRESO

Os policiais 6ª. Seccional fizeram a prisão e acabaram encaminhando o homem para o 98° Distrito Policial, localizado no Jardim Miriam, Zona Sul de São Paulo.

Paulo Cupertino deve ser levado ao Instituto Médico Legal (IML) para realizar exame de corpo de delito e depois vai para a Divisão de Capturas, no prédio do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), no Centro da capital paulista.

De acordo com informações compartilhadas pelo delegado da 6ª seccional, a equipe de policiais recebeu um chamado de que Paulo Cupertino estaria na capital paulista, foram checar e encontraram o procurado.

CASO DE RAFAEL MIGUEL

Segundo o Ministério Público (MP), o empresário acabou assassinando Rafael Miguel e sua família porque não aceitava o namoro de Isabela Tibcherani, a sua filha que tinha apenas 18 anos na época, com o ator.

O momento gravado por algumas câmeras de segurança mostra perfeitamente o momento em que Cupertino atira 13 vezes em Rafael, que tinha apenas 22 anos, e nos pais do jovem: João Alcisio Miguel, de 52 anos, e Miriam Selma Miguel, de 50.

.

Reprodução/ Redes sociais
Isabela e Rafael Miguel eram namorados na época - Reprodução/ Redes sociais

Atualmente, Paulo Cupertino é acusado de triplo homicídio duplamente qualificado, por motivo fútil e recurso que impossibilitou a defesa das vítimas. O homem, que está com 50 anos de idade, nunca chegou a constituir um advogado para defendê-lo no caso.

O crime ocorreu em frente a casa onde Isabela morava juntamente com sua mãe, no bairro da Pedreira, Zona Sul da capital paulista. As duas chegaram a ser baleadas pelo homem e sobreviveram.

Comentários

Mais Lidas