Clima

Ciclone atípico pode trazer ventos com força de furacão no Sul do Brasil

Com força de furacão em alguns pontos da trajetória, tempestade pode causar rajadas de vento de mais de 100 km/h

Humberto Cassimiro
Humberto Cassimiro
Publicado em 16/05/2022 às 23:30 | Atualizado em 18/05/2022 às 13:32
Reprodução / MetSul Meteorologia
Rajadas de vento podem atingir até 150 km/h em alguns pontos, de acordo com MetSul Meteorologia - FOTO: Reprodução / MetSul Meteorologia
Leitura:

Classificado como tempestade subtropical, um ciclone deve atingir os estados do Rio Grande do Sul e Santa Catarina entre esta terça (17) e quarta-feira (18). Em alguns pontos da trajetória, os ventos podem ganhar força de furacão e atingir até 140 km/h.

Com fortes rajadas de vento, a tempestade que avança em direção à região Sul do Brasil possui características consideradas atípicas. As informações são da MetSul Meteorologia, que publicou um alerta para uma situação de alto risco por conta do fenômeno.

Por essa razão, uma alta nas buscas sobre um possível furacão na Costa Sul do Brasil foi registrada na noite desta segunda-feira (16). As autoridades decidiram divulgar uma série de orientações sobre o que fazer durante a tempestade.

As regiões mais afetadas pelas rajadas de vento devem ser o Sul e Leste do Rio Grande do Sul, onde os ventos podem atingir até 110 km/h, com rajadas em pontos específicos que podem chegar a 150 km/h, de acordo com a MetSul.

Já em Santa Catarina, o Sul do estado deve ser a região mais afetada, com destaque para o Litoral Sul.

Caso se confirme como um ciclone subtropical ou tropical, que são considerados atípicos pela Marinha do Brasil, a tempestade deve receber um nome, como orientam as Normas de Autoridade Marítima para as Atividades de Meteorologia Marítima (NORMAM-19).

É válido lembrar que uma frente fria também deve avançar pelo país nos próximos dias e a temperatura média de nove estados deve diminuir em 5°C.

Com informações do UOL

O QUE É UM CICLONE TROPICAL?

Ciclones, assim como furacões e tufões, são considerados tempestades tropicais. A principal diferença é em relação a intensidade dos ventos e o local que surgem.

As tempestades tropicais consideradas ciclones se formam normalmente nos oceanos e em centros de baixa pressão atmosférica, em que o ar se movimenta intensamente em direção ao centro.

JÁ TEVE FURACÃO NO BRASIL?

Não existem registros de furacão no Brasil. Contudo, um ciclone tropical já foi oficialmente registrado no país em 2004.

O ciclone tropical Catarina atingiu o estado de Santa Catarina naquele ano e deixou 10 mortos, mais de 500 feridos e aproximadamente 30 mil desabrigados.

CICLONE YAKECAN: O que é? Como se forma o ciclone? O que significa YAKECAN?

Mais Lidas