Violência

Ex-vice-prefeito de Olinda, Paulo Valença (PT) é agredido por vizinho; aliados denunciam motivação política de bolsonarista

Vizinhos disseram que, mesmo desmaiado, Paulo Valença ainda levou dois chutes na cabeça

Gabriel dos Santos
Gabriel dos Santos
Publicado em 19/05/2022 às 12:26 | Atualizado em 19/05/2022 às 12:29
Notícia
Reprodução
Paulo Valença, ex-vice-prefeito de Olinda, é agredido por vizinho bolsonarista, segundo aliados políticos - FOTO: Reprodução
Leitura:

Políticos de esquerda denunciam que o ex-vice-prefeito de Olinda, Paulo Valença (PT), foi violentamente agredido - na cabeça - por um vizinho bolsonarista. O crime aconteceu na cidade de Paulista, no Grande Recife. 

Um texto que está sendo atribuído a Paulo e compartilhado por vários aliados políticos na página do Facebook do ex-vice-prefeito dá a versão do que teria acontecido, segundo a vítima.

Segundo o relato, a confusão aconteceu depois que o vizinho - bolsonarista, de acordo com o texto - ordenou que um profissional, que dedetizava o apartamento dele, colocasse veneno em áreas comuns do condomínio onde Paulo mora. Essa ação, explica a postagem, poderia contaminar um poço artesiano comum aos moradores. 

Por causa disso, Paulo e o agressor teriam começado a discutir. O vizinho teria conseguido derrubar o ex-vice-prefeito que desmaiou. Segundo o texto, mesmo com Paulo desmaiado, o agressor teria desferido dois chutes contra a cabeça da vítima, que já estava sangrando. 

Ainda conforme a publicação, não satisfeito com as agressões anteriores, o vizinho teria tentado lançar uma pedra lajota contra Paulo. A ação foi impedida pelo funcionário que aplicava o veneno no local. 

De acordo com o texto, Paulo foi socorrido pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) e passa bem.

Por enquanto, não há notícias sobre o paradeiro do vizinho.

Políticos repercutem agressão

No Facebook, o senador Humberto Costa (PT) chamou a denúncia de gravíssima, se solidarizou com Paulo Valença e disse: "É mais um grave caso de violência política promovido por aqueles que propagam o ódio."

A ex-presidente do PT, a deputada federal Gleisi Hoffman também se pronunciou. "A violência política de bolsonaristas está a todo vapor, mas não vamos arregar. Que o responsável por essa brutalidade seja punido", escreveu. 

Lindbergh Farias escreveu: "Precisamos de você na luta para derrotar todo retrocesso causado por Bolsonaro e sua corja que se instauraram em nosso país."

Comentários

Mais Lidas