'BOLSOMUSK'

ELON MUSK: Bilionário faz reunião com Bolsonaro nesta sexta-feira; saiba mais

Nas redes sociais, internautas batizaram o encontro entre o presidente e o empresário de 'BolsoMusk'

Ana Maria Miranda
Ana Maria Miranda
Publicado em 20/05/2022 às 11:15 | Atualizado em 20/05/2022 às 19:41
JIM WATSON / AFP
Bilionário Elon Musk participa de reunião com presidente Jair Bolsonaro - FOTO: JIM WATSON / AFP
Leitura:

O bilionário Elon Musk, CEO da Tesla e da SpaceX, chegou ao Brasil nesta sexta-feira (20) para uma reunião com o presidente Jair Bolsonaro (PL).

O empresário e o mandatário devem se reunir na cidade de Porto Feliz, no interior do estado de São Paulo. As informações são do colunista Lauro Jardim, do jornal O Globo.

Nas redes sociais, internautas batizaram o encontro entre o presidente e o empresário de 'BolsoMusk'.

O desembarque do homem mais rico do mundo no Brasil foi confirmado nesta manhã pelo ministro das Comunicações, Fábio Faria, por meio do Twitter.

Segundo o texto, publicado na rede social em português e inglês, Faria realizou o convite ao empresário, e o tema da reunião com o governo brasileiro será "Conectividade e Proteção da Amazônia".

"AJUDA À AMAZÔNIA"

Durante live semanal, Bolsonaro não citou nomes, mas comentou sobre a reunião: "Tenho encontro com uma pessoa muito importante que é reconhecida no mundo todo e vem para cá oferecer ajuda à nossa Amazônia".

O governador do Amazonas, Wilson Lima (União Brasil), publicou em maio um tweet afirmando que Musk havia demonstrado interesse em trazer a SpaceX para o País.

"Vamos trabalhar para consolidar esse negócio. Venham conhecer a Amazônia! A Amazônia está chamando vocês", escreveu, na ocasião.

ELON MUSK E BOLSONARO

O encontro será um almoço no hotel Fasano Boa Vista e contará ainda com a presença de ministros e empresários representantes de BTG Pactual, Riachuelo, as operadoras de telefonia Oi, Claro e TIM, entre outros.

Além de dono da Tesla e da SpaceX, Elon Musk pretende comprar o Twitter, apesar de o acordo de compra estar suspenso temporariamente. A aquisição é defendida por bolsonaristas, uma vez que uma das principais bandeiras do bilionário é a liberdade de expressão.

Musk fez uma proposta de compra da rede social pelo valor de US$ 44 bilhões. Na semana passada, ele informou que a aquisição estava "temporariamente suspensa" por preocupações com o percentual de contas falsas na rede social.

O Twitter, por sua vez, disse estar comprometido a concluir o acordo de venda para Musk "o mais rápido possível".

Em visita de Elon Musk ao Brasil, Bolsonaro o chama de "mito da liberdade"

Mais Lidas