Caso Genivaldo de Jesus

GENIVALDO DE JESUS: Áudio revela que PRF foi alertada de que vítima poderia morrer em 'câmara de gás' em Umbaúba, Sergipe; Ouça

Vítima morreu após ser jogada dentro de camburão com grande quantidade de fumaça

Gabriel dos Santos
Gabriel dos Santos
Publicado em 26/05/2022 às 8:43 | Atualizado em 26/05/2022 às 9:29
Notícia
Reprodução
Genivaldo de Jesus morreu, provavelmente asfixiado, em camburão da PRF, em violenta ação de dois policiais - FOTO: Reprodução
Leitura:

Os dois policiais que agiram com truculência na ação que culminou na morte de Genivaldo de Jesus em Umbaúba, Sergipe, foram alertados do risco que a vítima tinha de morrer. 

Os vídeos que circulam nas redes sociais mostram que as pessoas ao redor, que presenciaram a ação violenta, disseram várias vezes frases como: "Vai matar o cara aí dentro" e "vai matar o cara, vei". 

Ouça:

Mesmo assim, a ação prosseguiu. As mesmas imagens mostram Genivaldo de Jesus gritando dentro do camburão da viatura. Ainda não se sabe que tipo de gás foi usado pelos policiais, mas os populares também comentam que o elemento "arde". 

.

Ao abrir a porta do camburão, é possível notar que Genivaldo aparece imóvel. Os policiais pegam as pernas da vítima, jogam dentro do camburão e fecham a porta novamente. 

O CASO

Genivaldo de Jesus dos Santos, 38 anos, morreu de asfixia na tarde dessa quarta-feira (25). Momentos antes, ele havia sido parado por agentes da PRF. 

Genivaldo estava desarmado. Com ele, os policiais encontraram apenas cartelas de remédio. A vítima se incomodou com a ação dos policiais e tenta reagir. 

Os dois policiais imobilizam Genivaldo e jogam a vítima dentro do camburão. Em seguida, aplicam uma grande quantidade de fumaça no interior do veículo. 

Em nota, a PRF disse que vai investigar o caso.

Comentários

Mais Lidas