COVID-19: Estudo revela que crescimento de carga viral nos esgotos do Recife pode indicar aumento de casos assintomáticos

Boletim destaca também a importância de medidas de prevenção para que a disseminação da doença diminua

Maria Luna
Maria Luna
Publicado em 12/07/2022 às 8:55 | Atualizado em 12/07/2022 às 9:05
Notícia
TOM CABRAL/DIVULGAÇÃO BRK
Os dados da Rede COVID Esgotos, gerados a partir dos esgotos, porém tem o objetivo de servir como uma ferramenta auxiliar de vigilância epidemiológica da Covid-19. - FOTO: TOM CABRAL/DIVULGAÇÃO BRK
Leitura:

O aumento nos casos de covid-19 entre a população também se reflete nas redes de esgoto das cidades. É o que aponta estudo da Rede de Monitoramento COVID Esgotos, coordenado pela Agência Nacional de Águas e Saneamento Básico - ANA, em parceria com universidades federais do país.

No Recife, entre as semanas epidemiológicas 22 (de 29 de maio a 4 de junho) e 25 (de 19 a 25 de junho), foi registrada uma variação da carga viral, que oscilou de zero (semana 22) a 16,8 bilhões de cópias do vírus por dia para cada 10 mil habitantes (semana 24). Na semana epidemiológica 25, essa carga caiu para 6,2 bilhões de cópias por dia para cada 10 mil habitantes, um patamar considerado baixo.

A repórter Maria Luna conversa com a Professora Lourdinha Florêncio do Departamento de Engenharia Civil e Ambiental da UFPE sobre como a pesquisa é realizada.

 

Comentários

Mais Lidas