Passo a passo: Saiba como atualizar o cadastro no Caixa Tem para evitar fraudes no recebimento do auxílio

O número do CPF pode indicar quem irá receber o novo auxílio emergencial, que já foi confirmado pelo governo federal

BENEFíCIO
Passo a passo: Saiba como atualizar o cadastro no Caixa Tem para evitar fraudes no recebimento do auxílio

Aplicativo do Caixa Tem, que pode ser utilizado para conferir calendário do auxílio emergencial - Foto: Marcello Casal Jr./ABr

Com informações da TV Jornal, SBT e Caixa Econômica Federal

Errata: Iniciamos informando nesta matéria que o recadastramento no Caixa Tem é condição para receber o auxílio emergencial. A informação está errada. O recadastramento é pedido para evitar fraudes, e a não realização não implica em não recebimento do benefício.

Após a divulgação de que os correntistas da Caixa Econômica Federal, que receberam o auxílio emergencial em 2020, precisam atualizar o cadastro no Caixa Tem para evitar fraudes, muitas pessoas têm dúvidas sobre como entrar no aplicativo e conseguir realizar o procedimento. Pensando nisso, a TV Jornal detalha o passa a passo para que você consiga realizar a atualização dos dados e consiga evitar problemas.

Logo após o passo a passo e o detalhamento da 'Regra do CPF', confira como baixar e acessar o aplicativo Caixa TEM.

Passo a passo e documentação necessária

Após entrar no aplicativo, um banner mostrando o passo a passo de como atualizar o cadastro vai aparecer na tela inicial do aplicativo Caixa Tem, e o correntista terá que seguir as orientações escritas.

Devem ser incluídas informações como foto do documento pessoal (RG ou Carteira Nacional de Habilitação), comprovante de residência e uma selfie (foto de si mesmo) segurando o próprio documento. A intenção da Caixa é evitar ao máximo as fraudes durante o pagamento da nova rodada do auxílio emergencial. 

Quem não realizar a atualização, pelo menos na etapa inicial de pagamentos, deve receber o novo auxílio emergencial normalmente. 

Entenda a 'Regra do CPF' 

Quem tiver CPF terminando nos números 00 até 39 (ou seja, 00, 01, 02 ... 38, 39) já pode fazer a atualização na terça-feira (9), acessando o ícone "cliente top" dentro do aplicativo do Caixa Tem. Na quarta-feira (10), poderão incluir as novas informações quem tiver o CPF terminando entre 00 e 59. 

> Novo auxílio emergencial terá 'regra do CPF'; saiba mais e veja como se cadastrar

> Auxílio emergencial 2021 com valores de até R$ 375 é confirmado pelo ministro da Economia

Já na quinta-feira (11), os que possuem documento com a numeração final entre 00 e 79. A partir da sexta-feira (12), todos os correntistas do banco digital Caixa Tem podem atualizar os cadastros. A intenção do banco é evitar ao máximo as fraudes durante o pagamento da nova rodada do benefício.

Como baixar e acessar o Caixa Tem?

Baixar o app

Para isso, é só acessar a Google Play Store ou a Apple Store e baixar o app CAIXA Tem. Atenção: neste momento o acesso é exclusivo aos beneficiários do Auxílio Emergencial, Saque Emergencial do FGTS, Auxílio BEm e Bolsa Família.

Acesso

O acesso é feito com o seu CPF e uma senha numérica de 6 dígitos que você cria na hora.

Uso os serviços

Pronto! Depois de acessar, é só clicar no serviço que você quer usar e digitar o que precisa.

Identificar o celular

Para acessar informações da sua conta, fazer pagamentos e transferências com a mesma senha de acesso, você deve colocar o número do seu celular e aguardar uma mensagem SMS com um código para confirmar sua identificação.

Aplicativo Caixa Tem foi atualizado
Aplicativo Caixa Tem atualizado pela Caixa Econômica Federal
Divulgação/Caixa Econômica Federal

Divisão de valores do novo auxílio

Além do público do Bolsa Família, também serão beneficiados pelo novo auxílio emergencial os inscritos no Cadastro Único e os trabalhadores informais. 

Além dos valores de R$ 250 previstos para a maior parte dos beneficiados, haverá outras duas cotas: R$ 175 para pessoas sozinhas (unifamiliar) e R$ 375 para as mulheres chefes de família (monoparentais).

  • Auxílio emergencial de R$ 175: inscritos no Bolsa Família, Cadastro Único e trabalhadores informais sozinhos (unifamiliares)
  • Auxílio emergencial de R$ 250: a maior parte dos beneficiários. Inscritos no Bolsa Família, Cadastro Único e trabalhadores informais, que não são sozinhos (unifamiliares) ou mães chefes de família (família monoparental).
  • Auxílio emergencial de R$ 375: para mulheres chefes de família (famílias monoparentais) inscritas no Bolsa Família, Cadastro Único e trabalhadoras informais

Vale lembrar que o novo auxílio emergencial necessita da aprovação da PEC Emergencial, que já foi aprovada no Senado Federal, mas aguarda votação na Câmara dos Deputados. Com isso, ainda não se tem calendário para pagamentos e saques divulgado pela Caixa Econômica Federal para o auxílio emergencial em 2021. 

COMENTÁRIOS

Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.