Adoção

Busca Ativa é o tema do Atitude Adotiva desta semana


Presidente do Grupo de Apoio a Adoção do Paulista - GAAP, Márcio Francisco, fala sobre a procura por adotantes para crianças e adolescentes

Rádio Jornal
Rádio Jornal
Publicado em 01/08/2018 às 21:22
Reprodução/Internet
FOTO: Reprodução/Internet
Leitura:

Quando se fala em adoção, as crianças mais procuradas geralmente seguem o mesmo perfil: menores de cinco anos (maioria ainda bebês) e brancas ou pardas e sem doenças. Sabendo desta realidade, que não acontece apenas no Brasil, os Tribunais de Justiça do país, iniciaram um projeto denominado Busca Ativa. Nesse projeto, as famílias habilitadas a adotar, podem pesquisar imagens das crianças e dos adolescentes abrigados.

O programa tem como principais alvos, crianças e adolescentes "de difícil colocação". Que são os grupos com faixa etária entre oito e dezoito anos, irmãos que não devem ser separados, com deficiência mental e/ou física., que em geral não possuem pretendentes e passam longos anos nos abrigos. E para auxiliar nesse processo, os habilitados podem conferir no site do Tribunal de Justiça de Pernambuco a lista com os nomes das crianças e adolescentes aptos para adoção.

Antes de terem seus nomes cadastrados, as crianças são consultadas se desejam ter suas fotos e vídeos divulgados no site. E é a partir daí que o sistema é abastecido. Este acesso é feito mediante liberação de login e senha.

Ouça a coluna na íntegra:


Mais Lidas