MOVIMENTO

De quem é a culpa no término de um relacionamento? Esse foi o tema da coluna Psicologia em Movimento


O psicólogo Sylvio Ferreira falou sobre o assunto na coluna Psicologia em Movimento, no programa Movimento Cultural.

Débora Laryne dos Santos
Débora Laryne dos Santos
Publicado em 16/10/2019 às 22:34
Pixabay
FOTO: Pixabay
Leitura:

Ao término de um relacionamento amoroso ou conjugal, é comum as pessoas atribuírem culpa ao parceiro ou a parceira pelo fim do relacionamento. Em especial, quando ainda existe envolvimento afetivo. E, assim, o fim do relacionamento é vivido com dor e ressentimento.

Mas mesmo que haja mais afeto envolvido, a tendência ou o costume é sempre culpar o outro. E, deste modo, aquele que atribui a culpa encontra sempre um jeito de desculpar-se pelo o que aconteceu e que levou ao fim da relação.

Mas por que isso acontece? Por que as pessoas culpam e se desculpam? É possível a culpa ser unicamente de um único parceiro? Afinal, de quem é a culpa? Sobre esse assunto que Marcelo Araújo conversou com o psicólogo Sylvio Ferreira, na coluna Psicologia em Movimento.

Ouça a coluna na íntegra:


Mais Lidas