MOVIMENTO

Psicologia em Movimento: A vida que sonhamos e a que vivemos


O psicólogo Sylvio Ferreira falou sobre o tema no programa Movimento Cultural

Lucas Rocha
Lucas Rocha
Publicado em 12/03/2020 às 22:24
Reprodução/Internet
FOTO: Reprodução/Internet
Leitura:

Todos nós desejamos viver a vida que sonhamos. uma vida vivida em paz, sem conflitos, tendo ao nosso lado as pessoas amadas, desejadas e queridas; pessoas compreensivas, tolerantes, encorajadoras dos nossos projetos e sonhos, que não vêm falhas em nada que fazemos e nunca deixam de nos admirar e valorizar nossas ações. Para elas, nesse mundo de sonhos, nunca erramos e, quando assim o fazemos, foi por algum descuido, jamais por algum propósito determinado ou má intenção. É claro que sentir-se assim, por que as pessoas nos consideram assim, é algo que está mais para um mundo fantasiado e irreal do que para a nua e crua realidade do mundo.

No mundo real, existem pessoas bondosas, leais, espontâneas, sinceras, capazes verdadeiramente de amar, de se doarem, de viverem uma relação ética e digna. Mas isso não exclui dessas mesmas pessoas, em graus variados, também serem egoístas, mesquinhas, invejosas, etc.

Por que assim acontece? por que as pessoas são contraditórias? por que nos decepcionamos tanto com as outras pessoas? é sobre essas contradições da vida que o apresentador Marcelo Araújo conversou com o psicólogo Sylvio Ferreira, na coluna Psicologia em Movimento.

Ouça a coluna na íntegra:


Mais Lidas