Movimento

Tudo é História: dia Internacional da Declaração dos Direitos do Homem e do Cidadão


O colunista Lula Couto falou sobre o assunto na coluna Tudo é História

Rádio Jornal
Rádio Jornal
Publicado em 31/08/2020 às 16:44
Reprodução/Internet
FOTO: Reprodução/Internet
Leitura:

Recebe o nome de Declaração dos Direitos do Homem e do Cidadão um documento elaborado durante a Revolução Francesa de 1789, e que iria refletir a partir de sua divulgação, um ideal de âmbito universal, ou seja, o de liberdade, igualde e fraternidade humanas, acima dos interesses de qualquer particular.

As ideias trazidas pelo humanismo e mais tarde pelo iluminismo, viriam a mudar a perspectiva acerca de um governo eficiente. Com esses novos conceitos, o povo deixaria de ser obrigado a servir aos interesses do governante, surgindo, ao contrário, um governo que passaria a servir aos interesses dos cidadãos, garantindo os seus direitos e deveres.

Para falar sobre o assunto o apresentador Marcelo Araújo conversou com o colunista Lula Couto na coluna Tudo é História.

Ouça a coluna na íntegra:


Mais Lidas