NEGOCIAÇÃO

Náutico quer receber segunda parcela de Thiago em dinheiro

O valor da dívida do Flamengo com o Náutico é em torno de R$ 1,5 milhão

Publicado em 05/05/2020 às 13:46
Léo Lemos/Náutico
FOTO: Léo Lemos/Náutico
Leitura:

Flamengo e Náutico ainda não chegaram em um acordo sobre a forma de pagamento da segunda parcela da compra do atacante Thiago, que foi adquirido pela equipe rubro-negra ainda em 2019. Mas ao que parece, a negociação está perto de encerrar. Foi o que afirmou o vice-presidente de futebol do Náutico, Diógenes Braga, em entrevista para o repórter Antônio Gabriel, da Rádio Jornal.

A negociação se estendeu devido à paralisação do futebol pela pandemia do coronavírus e dificultou que o Flamengo efetuasse o pagamento de € 250 mil (cerca de R$ 1,5 milhão), surgindo assim a possibilidade de fechar um acordo com a liberação de atletas para a equipe alvirrubra. Mas o foco dos dirigentes alvirrubros é receber o valor em dinheiro para que o futuro do clube não seja afetado.

"O foco do Náutico é receber (em dinheiro). A gente precisa de recurso para tocar o ano. Se já era difícil, nesse cenário é mais ainda. Então nosso foco é o recebimento financeiro e a gente não pode diluir esse recebimento em atletas. A negociação está finalizando, mas o nosso foco é receber o dinheiro e não atletas, até porque a gente tem um bom elenco e nesse momento é mais importante a gente receber o máximo possível do que trazer atletas e aumentar os compromissos”, afirmou Diógenes Braga.

Acordo

Apesar de querer o valor em dinheiro, o dirigente alvirrubro não descarta uma flexibilização de ambas as partes para que o negócio seja fechado e garantiu que a negociação será fechada quando surgir a melhor opção para ambos os clubes.

“Quando iniciamos o debate de um montante de dinheiro mais alto, temos que analisar o cenários que seja melhor para os dois clubes. Por isso está se estendendo para saber a melhor opção e que seja viável para os dois”, finalizou.

Mais Lidas