Presidente do Sport afirma que trabalha para que o futebol retorne a partir do dia 15 de julho

A ideia da Federação Pernambucana é iniciar a competição no começo de julho

SPORT
Presidente do Sport afirma que trabalha para que o futebol retorne a partir do dia 15 de julho

Milton Bivar disse que os jogadores precisam de pelo menos um mês para atingirem mínimas condições físicas. - Foto: Anderson Stevens/Sport Club do Recife

Lucas Holanda | Pedro Alves

A última partida do Sport foi no dia 15 de março, quando o Leão perdeu por 2×1 para o Ceará, em um duelo válido pela Copa do Nordeste. Por conta do avanço da pandemia do novo coronavírus no Brasil, aquele jogo já aconteceu com a Arena Castelão de portões fechados. De lá para cá, praticamente três meses sem a bola rolar de forma oficial. Aqui em Pernambuco, está previsto que os clubes retornem aos treinamentos na próxima segunda-feira, dia 15 de junho. Sobre a volta aos jogos, o presidente da Federação Pernambucana de Futebol, Evandro Carvalho, disse em entrevista à Rádio Jornal nessa segunda-feira que a ideia é reiniciar e finalizar o Estadual no mês de julho.

Nesta terça-feira, em entrevista ao comentarista Ralph de Carvalho, da Rádio Jornal, o presidente do Sport, Milton Bivar, comentou que está brigando para que os clubes só voltem a jogar no dia 15 de julho, um mês depois da volta aos treinamentos. Na opinião do dirigente rubro-negro, este é o prazo mínimo para que os jogadores tenham mínimas condições de jogarem por uma competição. Vale lembrar que, diferentemente das férias de fim de ano, os atletas estão há quase três meses parados.

Ouça a entrevista na íntegra:

“Quando eu falei que eu era reticente, é porque o pessoal achava que essa pandemia iria durar um mês. Já se vão três meses praticamente desde a minha posição. Uma hora vai ter que voltar, embora eu ache que não é o momento ideal. Estou brigando para que a gente só volte a jogar no dia 15 de julho. Por que? Explico. No fim do ano, a gente tem um mês de férias. Na reapresentação no início de janeiro, os jogadores chegam fora de forma, com o índice de gordura lá em cima, com perda de musculatura e consequentemente perda de peso”, disse Bivar.

“Então isso tudo tem que ser trabalhado. Você tem 20, 25 dias para trabalhar e você não consegue colocar ninguém forma. Fazendo essa comparação com o atual momento, a pandemia durou três meses, e não apenas um como as férias. Esses jogadores vão voltar bem piores do que quando voltam das férias. Pela minhas contas, isso demanda ao menos 30 dias para que eles tenham mínimas condições de participar de uma competição”, finalizou o dirigente rubro-negro.

 

COMENTÁRIOS

Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.