Após acesso nos Aflitos, Lisca reforça torcida para o Náutico permanecer na Série B

Ex-treinador alvirrubro não escondeu o carinho que tem pelo clube que trabalhou nas temporadas 2014 e 2015

REENCONTRO
Após acesso nos Aflitos, Lisca reforça torcida para o Náutico permanecer na Série B

Em estreia nos Aflitos, Lisca conquista o acesso com o América-MG e afirma estar na torcida pelo Náutico ficar na Série B - Foto: Alexandre Gondim/ JC Imagem

Filipe Farias | Twitter: @_filipefarias

Calhou de o América-MG, comandado pelo técnico Lisca, conquistar o acesso justamente no estádio dos Aflitos. Em suas duas passagens pelo Náutico (nas temporadas 2014 e 2015), o treinador de 48 anos não teve a oportunidade de comandar o Timbu no Eládio de Barros Carvalho, que na época atuava na Arena de Pernambuco, em São Lourenço da Mata. Por isso, a estreia no campo alvirrubro, mesmo como adversário, foi especial.

"Quando eu vim aqui, os Aflitos estava largado. Como tinha a Arena de Pernambuco, o clube não investia aqui. Mas está muito bonito, muito bem cuidado, pintadinho, campo legal... Era um desejo do torcedor de voltar para casa. Bem legal pra mim vir aqui e se tornou especial por conquistar o acesso à Série A aqui no Recife, no estádio do Náutico", declarou o técnico Lisca, em entrevista ao repórter Antônio Gabriel, após o jogo.

Mesmo comandando o América-MG, o treinador fez questão de ressaltar que está na torcida para que o Náutico permaneça na Segunda Divisão e escape do rebaixamento. "Gosto muito daqui (Recife), sempre sou muito bem tratado e sou eternamente grato. Mando um abraço para o torcedor do Náutico, estou na torcida grande e tenho certeza que o time fica na Série B. Se Hélio (dos Anjos) chegasse antes, já teria se livrado. Náutico tem uma pegada forte, hoje mal conseguimos chutar a gol. Tem uma defesa firme, com Rafael (Ribeiro) e Camutanga. Permitiram poucos espaços, a gente também. Foi um jogo guerreado e agora estamos na torcida (pelo Timbu). Vai dar certo", desejou Lisca.

ENTREVISTA DE LISCA

 

BUSCA PELO TÍTULO

Com o acesso garantido, o técnico da equipe mineira tratou de estipular um novo objetivo a ser alcançado: o título. "Sentimento bem legal. Orgulho pelo trabalho e dever cumprido. Mas futebol sempre aparece um outro objetivo e agora vamos buscar o título. Importante pela vaga na Copa do Brasil, mas considero que na Série B são quatro campeões e conseguimos isso com bastante antecedência, merecidamente", frisou.

COMENTÁRIOS

Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.