OPINIÃO

Santa Cruz: sem vitórias, sem gols e sem rumo


Temporada do Tricolor é bastante preocupante e rebaixamento à Série D já assombra torcida coral

Filipe Farias
Filipe Farias
Publicado em 14/06/2021 às 22:47
Rafael Melo/ Santa Cruz
FOTO: Rafael Melo/ Santa Cruz
Leitura:

Sem vitórias. Sem gols. Sem rumo. Sem organização. Sem conjunto tático. Sem time titular definido. Sem coerência nas escalações da equipe. Sem explicação nas mudanças durante as partidas. Sem transparência ao responder o motivo de William Alves e Derley seguirem no elenco, mas não serem aproveitados. Sem perspectiva de melhora em campo.

Sem critério da direção para contratar 29 jogadores em quatro meses de gestão. Sem lógica nas dispensas do volante Paulinho e do meia Didira. Sem conhecimento de mercado ao acreditar que o técnico Alexandre Gallo seria a solução. Sem deixar o executivo de futebol Nei Pandolfo trabalhar e, escanteado na diretoria, acabou pedindo para sair ao receber proposta do Sport.

Sem tanta coisa ainda... Faz com que o caminho do Santa Cruz na temporada seja extremamente preocupante. Não só pelo fato de a equipe coral figurar na zona do rebaixamento do Grupo A da Série C, amargando a nona colocação, com apenas um ponto somado. Mas, principalmente, porque o time não apresenta sinais de crescimento. Pelo contrário. A cada jogo, o Santa parece que retrocede.

A última vitória do Tricolor do Arruda, por exemplo, foi no longínquo dia 28 de abril, quando o time venceu o Retrô, por 3x2, pela 4ª rodada do Campeonato Pernambucano - Roberto de Jesus comandou o Santa após a saída de Alexandre Gallo. De lá para cá, a equipe coral entrou em campo seis vezes, com três empates e três derrotas.

SEM IDENTIDADE

Nem mesmo as três semanas de inter-temporada, no CT Ninho da Cobra, em Aldeia, serviram para que o Santa Cruz criasse uma identidade. O técnico Bolívar ainda não acertou a mão e se vê pressionado pelos não resultados. Nem mesmo o fato de o próximo compromisso ser contra o lanterna do grupo (Jacuipense), no Arruda, é animador. Mas, sim, uma obrigação a mais de quebrar o jejum de vitórias. Ou seja, responsabilidade maior em cima de um elenco que não vem rendendo em campo.

Se antes, o maior desejo do torcedor tricolor era deixar a ingrata Série C - sonhando com o acesso à Segundona -, agora, talvez, a permanência na Terceira Divisão seja o principal objetivo na temporada. Já que, diante do atual cenário, o Santa Cruz está mais próximo de trocar de divisão caindo pra Série D, do que ascendendo para a Série B.


Mais Lidas