investigação

Jogador português do Olympiacos, Rúben Semedo, pode pegar prisão perpétua na Grécia por suspeita de estupro


O atleta do Olympiacos, Rúben Semedo, está preso e vai ficar na cadeia até que uma nova audiência seja marcada

Robert Sarmento
Robert Sarmento
Publicado em 31/08/2021 às 14:59
Reprodução/Olympiacos
FOTO: Reprodução/Olympiacos
Leitura:

O zagueiro português Rúben Semedo, de 27 anos, foi detido após ser acusado por de abuso sexual por uma adolescente de 17 anos. O jogador, que atua na Grécia pelo Olympiacos, pode ser condenado a prisão perpétua se for considerado culpado. Na legislação do país, estupro é considerado crime hediondo. O atleta esteva em um tribunal, nesta terça-feira (31), e prestou esclarecimento ao juiz. A imprensa portuguesa informa que ele relatou ser inocente e que as relações foram consentidas.

> Juíza revela sentença e Robinho é condenado a 9 anos de prisão pela Justiça da Itália

Por enquanto, o zagueiro está preso e continuará na cadeia até nova audiência, que está prevista para a próxima quinta-feira (02). ''Se eu não fosse um futebolista, nada disto teria acontecido'', disse Rúben Semedo ao deixar o tribunal, em cena capturada pelas emissoras de televisão da Grécia.

> Olimpíadas de Tóquio: Universitário é preso suspeito de cometer estupro dentro de Estádio Olímpico

De acordo com o jornal o Globo, a jovem contou às autoridades que teria sido embebada pelo jogador em um bar na cidade de Oropo. Em seguida, segundo ela, Rúben Semedo levou para a casa onde ele mora e teria abusado sexualmente dela. Um outro homem, também detido, estaria envolvido no caso.

> Adolescente baleada pelo padastro nos Aflitos afirma que foi abusada por ele durante oito anos

"Por ter consumido uma grande quantidade de álcool, fui para um dos quartos da casa [de Rúben Semedo] e adormeci. Pouco depois, o segundo (o homem de 40 anos) entrou e, aproveitando-se da minha situação, obrigou-me a ter relações sexuais", disse a jovem de acordo com o portal Sic Notícias.

 

Clube do jogador se pronuncia

O Olympiacos emitiu uma nota oficial e afirmou que preza pela presunção de inocência e que não irá comentar o caso envolvendo Rúben Semedo durante as investigações criminais. "O Olympiacos respeita plena e incondicionalmente a presunção de inocência de um réu, o que inclui também o direito de responder a qualquer acusação. Por conseguinte, aguardaremos uma decisão a ser tomada sob independência judicial", afirmou o clube grego.


Mais Lidas