LUVA DE PEDREIRO

LUVA DE PEDREIRO: Empresário de Luva de Pedreiro se defende e diz que fez grande investimento no influencer

Iran Ferreira, o Luva de Pedreiro, afirmou que não estava recebendo a sua parte em dinheiro nos contratos milionários

Paloma Xavier
Paloma Xavier
Publicado em 23/06/2022 às 18:17
Notícia
Instagram/Reprodução
Empresário de Luva de Pedreiro (D), Allan Jesus (E) é o responsável pelo gerenciamento da carreira do influenciador - FOTO: Instagram/Reprodução
Leitura:

Após a revelação de que o influenciador digital Iran Ferreira, o Luva de Pedreiro, não estava recebendo a sua parte em dinheiro nos contratos milionários, o empresário do influencer decidiu se pronunciar.

Allan Jesus, empresário de Luva de Pedreiro, afirmou que fez um investimento de R$ 200 mil no influenciador e que eles têm R$ 2 milhões para receber em publicidade a partir de julho.

.

Segundo o empresário, até agora eles só receberam R$ 20 mil, quantia referente a apenas um trabalho realizado. Esse valor teria sido depositado na conta de sua agência, a ASJ Consultoria, pois dizia respeito a um contrato realizado antes do empresário abrir a empresa 'O Cara da Luva' em sociedade com o influenciador.

Allan Jesus também disse que está negociando a construção de uma casa nova para Iran. Ele até compartilhou registros das conversas com a arquiteta responsável e mostrou o projeto do novo imóvel.

.

O empresário afirmou, ainda, que contratou uma auditoria para analisar todas as documentações referentes aos trabalhos realizados pelo Luva de Pedreiro.

"Se for provado que surrupiei R$ 1 do Iran, que eu arque com todas as consequências", destacou.

Ex-empresário de Luva de Pedreiro se pronuncia oficialmente sobre o caso

Confira o comunicado na íntegra

"Venho aqui me pronunciar diante do que vem saindo na imprensa a respeito do meu trabalho com o Luva de Pedreiro, do qual durante todo esse tempo sempre fiz com muita dedicação, empenho e entrega.

A respeito de valores em conta, o Iran tem duas contas como pessoa física e tem conhecimento de uma terceira conta, como pessoa jurídica, que é a da nossa empresa, na qual ele é sócio também.

Essa conta foi criada esse ano, todos os nossos contratos de publicidade estão com essa conta para recebimento, justamente para que toda transparência seja possível, uma vez que os sócios têm acesso aos extratos, às entradas e saídas.

Essa conta ainda não teve nenhum recebimento, nossos contratos de publicidade somam aproximadamente R$ 2 milhões e nenhum pagamento ainda foi feito. Todos serão feitos a partir de julho de 2022.

Ou seja, até o presente momento, os contratos de publicidade que a gente firmou pela empresa 'O Cara da Luva' ainda não foram pagos.

Antes de a nossa empresa ser aberta e ter uma conta jurídica, quando comecei a trabalhar com Iran ele tinha feito um acordo informal com uma agência, no qual ele tinha que entregar alguns vídeos de Tik Tok, divulgando um campeonato, e eu tive que assumir para cumprir a palavra dele.

Esses valores foram pagos, o valor foi R$ 20 mil. Como naquele momento não tínhamos constituído a empresa, eu precisei emitir nota fiscal e esse valor foi depositado na conta da ASJ Consultoria. Então existiu esse único contrato que foi realizado antes de a gente constituir empresa.

Sobre todo o processo que envolve a ASJ Consultoria e o Luva de Pedreiro, contratei hoje uma auditoria no qual vai ser periciado toda a documentação, todos os contratos, a conta bancária, todos os recibos e notas fiscais do que foi investido.

Aproximadamente, nesses quatro meses de trabalho, foram gastos mais ou menos R$ 200 mil com investimento a título de despesas do projeto, bem como despesas pessoais do Iran.

Então, essa autoria já está sendo iniciada e logo em breve espero poder tê-las em mãos. Sobre a casa do Iran, que tem imagens sendo veiculadas, gostaria de deixar claro que em abril deste ano eu entrei em contato com uma arquiteta chamada Leila Dionízios, no qual convidei ela para o projeto.

Ela prontamente aceitou. desde então a gente vem conversando e negociando com uma marca global onde estava sendo acordada a construção dessa nova casa para o Iran, bem como todas as melhorias no imóvel. O projeto dessa casa ficou pronto, a profissional vai se pronunciar também.

Vou colocar aqui em seguida o projeto da casa, no qual o Iran tinha conhecimento, os pais tinham conhecimento. Tenho prints de conversas no WhatsApp com a Leila, com a marca.

Tenho emails trocados que posso comprovar que durante esses dois meses eu vinha tratando dessa nova casa do Iran, bem como também abri mão de receber qualquer quantia por isso, uma vez que tenho uma conta comercial com Iran.

A contrapartida para essa marca seria a construção desse imóvel para ele, no qual ele iria residir. Nesse caso, vinha abrindo mão da minha parte para que fosse contemplada a construção da casa do Iran, em um imóvel que fosse à altura dele.

Desde então, a casa dele estava lá e era apenas usada para a gente produzir conteúdo e continuar uma narrativa que a gente tinha construído, uma vez que a gente estava no Rio de Janeiro já há alguns meses, como é de conhecimento público, uma vez que ele postava a sua rotina diariamente aqui.

Acredito agora que, com a auditoria ficando pronta, se for provado que eu surrupiei R$ 1 do Iran, que eu arque com todas as consequências, que eu pague por esses atos, uma vez que estou pautado na verdade, que tenho um nome a zelar e trabalho nesse meio há muitos anos.

Tenho clientes e parceiros, sou pai de família, sou filho e entrego para a justiça, divina e dos homens, para que tudo se resolva da melhor maneira possível. Quero deixar claro que quando a auditoria ficar pronta, vou provar por todos os meios as regularidades dos meus atos, as minhas contas, a minha honra e a minha dignidade."

Com informações do Uol

Comentários

Mais Lidas