CASO PRIVADA

Trio acusado de matar torcedor com vaso sanitário vai a julgamento na próxima quarta-feira

Em maio de 2014, Luiz Cabral, Waldir Pessoa e Everton Filipe arremessaram dois vasos do alto da arquibancada do Estádio do Arruda. Uma delas atingiu Paulo Ricardo

Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 31/08/2015 às 8:15
Leitura:
Foto: Guga Matos/ JC Imagem


O Tribunal de Justiça de Pernambuco divulgou, por meio da sua assessoria, que os acusados do homicídio de Paulo Ricardo Gomes da Silva, atingido por um vaso sanitário na área externa do Estádio do Arruda, vão a júri a popular na próxima quarta-feira (2).

O julgamento de Luiz Cabral de Araújo Neto, Waldir Pessoa Firmo Júnior e Everton Filipe Santiago Santana – acusados de homicídio consumado e três tentativas de homicídio duplamente qualificado acontece na 2ª Vara do Tribunal do Júri do Recife, localizada no terceiro andar do Fórum Desembargador Rodolfo Aureliano. O júri popular, que começa às 9h, será presidido pelo juiz Jorge Luiz dos Santos Henriques.

Segundo os autos do processo, na noite do dia 2 de maio de 2014, no Estádio do Arruda, os réus Luiz Cabral de Araújo Neto e Waldir Pessoa Firmo Júnior, contando com a participação direta de Everton Filipe Santiago Santana, teriam arremessado dois vasos sanitários do alto da arquibancada, que atingiram, na área externa do estádio, Paulo Ricardo Gomes da Silva. O rapaz, torcedor do Sport, morreu na hora.

O lançamento dos objetos também provocou lesões em Vanderson Wilderlan Gomes Alves, José Adrian Ferreira de Lima e Tarkini Kauã Gonçalves de Araújo. O motivo dos crimes seria a rivalidade entre as torcidas organizadas do Santa Cruz e do Sport, que acompanhavam o jogo entre Santa Cruz e Paraná.

Para a decisão de pronúncia, o juiz levou em consideração os laudos periciais do fato, anexados aos autos, e a audiência de instrução e julgamento do caso, realizada nos dias 17 de dezembro de 2014 e 5 de fevereiro deste ano.

Saiba outros detalhes na reportagem de Cibelly Melo:

Mais Lidas