ENTREVISTA

André Regis chama de "inadmissível" aumento de imposto no Recife

Vereador da bancada de oposição questiona motivação do prefeito ao enviar propostas que alteram tributação paga pelo contribuinte

Rádio Jornal Rádio Jornal
Rádio Jornal
Rádio Jornal
Publicado em 21/11/2016 às 11:11
Leitura:


Vereador André Regis (PSDB), da bancada de oposição na câmara do Recife, quesrtiona pacote de projetos de lei enviado pelo prefeito Geraldo Júlio em caráter de urgência para a Câmara de Vereadores na última semana. Para Regis pacote é reflexo de uma gestão que estourou os gastos com pessoal e agora quer balancear o gasto com aumento a arrecadação de impostos e repassar a conta para o contribuinte. "Eles precisam aumentar a carga porque estão estourando o comprometimento da despesa líquida com pessoal. Ele está deixando na sua própria gestão um aumento que foi para 49,74% no gasto com o pessoal. Só que em vez de diminuir a despesa com gasto de pessoal, ele quis aumentar a receita com arredacação de impostos", avalia Regis.

Ouça aqui a entrevista concedida pelo vereador ao quadro Passando a Limpo desta segunda-feira (21) com o âncora Geraldo Freire e os jornalistas Wagner Gomes, Giovanni Sandes e Washington Gurgel:

O pacote com nove projetos de lei, incluindo um que aumenta a taxa de limpeza urbana cobrada no carnê do IPTU, foi encaminhado à câmara na última semana e segundo avaliação do próprio André deve ser aprovado pela maioria. "Acho que vai passar pela câmara, por ter maioria esmagadora, mas eu irei votar contra o aumento de carga tributária não legitimada pelas urnas", afirma.

Regis critica especialmente o fato das propostas terem sido enviadas sem qualquer debate. "É inadimissível que o prefeito venha no apagar da sua própria gestão encaminhar tantos projetos para impedir que haja o debate, se nós tivemos todo o ano pra discutir".

Entenda as propostas:

Gestão do Recife fala em substituir tributos

Aumento da Taxa de Lixo do Recife recebe críticas

Mais Lidas