POLÍTICA

Janaina Paschoal classifica como "surreal" carta do MEC para escolas


A carta pedia para que alunos, professores e funcionários fossem filmados cantando o Hino Nacional e falando o slogan do governo

Pedro Guilhermino Alves Neto
Pedro Guilhermino Alves Neto
Publicado em 26/02/2019 às 11:55
Foto: Edilson Rodrigues/Agência Senado
FOTO: Foto: Edilson Rodrigues/Agência Senado
Leitura:

A deputada estadual Janaina Paschoal (PSL-SP), classificou, na manhã desta terça-feira (26), em seu perfil no Twitter, a atitude do Ministério da Educação (MEC) e de seu ministro, Ricardo Vélez, como “surreal”. O comentário foi em relação à carta enviada pelo MEC com uma mensagem para os estudantes, professores e os demais profissionais neste início do ano letivo.

O ministro Ricardo Vélez escreveu: "Brasileiros! Vamos saudar o Brasil dos novos tempos e celebrar a educação responsável e de qualidade a ser desenvolvida na nossa escola pelos professores, em benefício de vocês, alunos, que constituem a nova geração. Brasil acima de tudo. Deus acima de todos!",

Pedidos do MEC:

Na carta, O MEC pedia para que a leitura da carta e a gravação de vídeos cantando o hino nacional sejam filmados e enviados via e-mail para a Assessoria de Comunicação da Presidência da República com o nome da escola, números de alunos e professores e profissionais presentes.

"Para os diretores que desejarem atender voluntariamente o pedido do ministro, a mensagem também pede que um representante da escola filme (com aparelho celular) trechos curtos da leitura da carta e da execução do hino", diz a carta enviada pelo MEC.


Mais Lidas