HOMICÍDIO

Suspeito de participar de morte de dono de parque aquático em Aldeia é localizado


O dono do parque aquático Águas Finas, Mário Cavalcanti Gouveia Junior, de 79 anos, foi morto após reagir a um assalto dentro da sua casa

Ísis Lima
Ísis Lima
Publicado em 23/04/2019 às 14:17
Reprodução/ Redes Sociais
FOTO: Reprodução/ Redes Sociais
Leitura:

Um homem suspeito de estar envolvido no assassinato do empresário Mario Cavalcanti de Gouveia Junior, de 79 anos, está internado no Hospital Otávio de Freitas, com um tiro no abdômen e outro tiro na perna. Segundo informações, ele teria sido levado para o hospital pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), que foi solicitado para o município de Paudalho, na Zona da Mata Norte.

Veículo suspeito

Um carro suspeito de ter sido usado pelos criminosos foi encontrado no bairro do Cordeiro, Zona Oeste do Recife, horas depois do assassinato. Um dos pneus estava estourado e havia sangue, capim e lama no interior do carro.

O veículo foi encontrado com todas as portas abertas e na carroceria foram encontrados três cartuchos calibre 38 deflagrados, três munições intactas e documentos de serviços realizados no carro.

Confira os detalhes na reportagem de Alexandra Torres:

Nota da Polícia Civil

Por meio de nota, a Polícia Civil informou que ainda não se pronunciou sobre o crime porque ainda estão em diligencias, tanto na localidade que aconteceu o crime quanto em outros locais na RMR, mas deve realizar uma coletiva de imprensa em breve para esclarecer mais sobre o caso.

Relembre o caso

O dono do parque aquático Águas Finas, no KM 17, da Estrada de Aldeia, Paudalho, Zona da Mata Norte do Estado, Mário Cavalcanti Gouveia Junior, de 79 anos, morreu nesta terça-feira (23), após ser baleado num assalto dentro da sua casa, localizada no interior do equipamento de diversão.

Cerca de 15 homens armados chegaram ao local por volta das 2h30 desta madrugada, em duas caminhonetes, uma preta e uma vinho, supostamente para roubar uma coleção de armas que o idoso possuía.

Os criminosos levaram armas e um baú. Ainda de acordo com a polícia, o idoso estava acompanhado de um vigilante e de um piloto de helicóptero que estava de prontidão e ficou ferido na perna. Ele levou Mário Gouveia para um hospital particular do Recife, mesmo assim, o idoso não resistiu e faleceu.

Ele teria reagido à investida para proteger a família.


Mais Lidas