CONSUMIDOR

Fábricas de salgados são interditadas na RMR após fiscalização


Nas fábricas, o Procon e a Vigilância Sanitária encontrou condições precárias de higiene

Ísis Lima
Ísis Lima
Publicado em 06/11/2019 às 14:02
Reprodução/ TV Jornal
FOTO: Reprodução/ TV Jornal
Leitura:

Três empresas clandestinas foram interditadas após uma fiscalização feita pelo Procon e a Vigilância Sanitária em fábricas e pontos de revenda de salgados no Grande Recife. Numa distribuidora no bairro da Madalena, na Zona Oeste do Recife, foram recolhidos mais de 11 quilos de produtos vencidos e mais de 300 unidades de produtos sem rótulos besta quarta-feira (6).

As fiscalizações começaram na semana passada na cidade de Moreno após uma denúncia anônima. Uma fábrica estava produzindo e distribuindo salgadinhos para outras empresas sem condições de higiene.

Ana Paula Wanderley, representante da Vigilância Sanitária Estadual, aponta o que foi encontrado na fábrica em Moreno. “A gente constatou, in loco, uma fabricação clandestina. A fábrica não tem licença sanitária para funcionamento, bem como encontramos condições precaríssimas de higiene que colocaria em risco o produto final que estava sendo fabricado”, disse.

Segundo a representante da Vigilância Sanitária Estadual, a empresa em Moreno fornecia alimentos para diversas empresas, que estão sendo fiscalizadas para verificar qual a vinculação e quais as condições delas.

Ana Paula ainda faz um alerta para o consumidor na hora de comprar os alimentos. “Do ponto de vista de rotulagem, é interessante verificar se no rótulo ele tem CNPJ, a questão da data de fabricação e validade do produto. Agora, se o consumidor quiser se inteirar que o produto que está consumindo é de fato de qualidade e de um local de procedência e regularizado ele pode acionar a ouvidoria do SUS pelo 0800.286.2828.


Mais Lidas