TRATAMENTO

Avanço do coronavírus força Prefeitura do Recife a antecipar abertura do Hospital Provisório

O Hospital Provisório Recife 1 tem 100 leitos de UTI e 60 de enfermaria e foi construído em apenas 20 dias

Ísis Lima
Ísis Lima
Publicado em 15/04/2020 às 13:41
Andréa Rêgo Barros/PCR
FOTO: Andréa Rêgo Barros/PCR
Leitura:

Devido ao avanço acelerado do coronavírus, a Prefeitura do Recife anunciou, nesta quarta-feira (15), a antecipação da abertura do Hospital Provisório Recife 1 que foi montado na Rua da Aurora, no bairro de Santo Amaro, na área central da capital pernambucana. A unidade só começaria a funcionar na próxima segunda-feira, já está pronta para receber pacientes com a Covid-19 a partir do final da tarde desta quarta.

A unidade com 100 leitos de UTI e 60 de enfermaria foi construída em apenas 20 dias. Segundo o secretário de Saúde do Recife, Jailson Correia, o Hospital Provisório Recife 1 será operado pelo Hospital do Câncer de Pernambuco (HCP). O hospital não terá demanda espontânea. “A partir do final da tarde já poderemos receber leitos encaminhados pela central de regulação. Não é para ninguém vir para esse hospital”, explicou.

Segundo o secretário, a prefeitura tem feito um esforço para que não falte leitos para a população com coronavírus. "Numa fase inicial, nós vamos começar com 20 leitos de UTI e 15 leitos de enfermaria, mas normalmente um hospital desse porte tem uma progressão calculada em meses para ter sua operação plena. Aqui não. Aqui serão dias para que a gente possa ter os 160 leitos inteiramente à disposição da população num esforço de estar sempre à frente da doença", apontou.

Confira os detalhes:

Estrutura

A Secretaria de Saúde do Recife estruturou o novo Hospital Provisório Recife 1 em um prédio adaptado para funcionar como unidade de saúde no nº 1.675 da Rua da Aurora, na área central da capital pernambucana. No local, serão atendidos apenas os pacientes encaminhados pela Central de Regulação do Recife.

A unidade será equipada com respiradores pulmonares, raio-x digital portátil, camas hospitalares, monitores de sinais vitais, desfibriladores cardíacos, entre outros itens. O hospital também tem uma área segura para que os profissionais coloquem e tirem os Equipamentos de Proteção Individual (EPIs), além de dormitório e refeitório para a equipe.

Mais Lidas