Auxílio Emergencial

Instituto JCPM ajuda população no cadastramento do auxílio de R$ 600

A iniciativa do IJCPM auxilia a população de baixa renda que está tendo dificuldades para realização do cadastro

Publicado em 17/04/2020 às 15:15
Alexandre Gondim/JC Imagem
FOTO: Alexandre Gondim/JC Imagem
Leitura:

A população de baixa renda tem enfrentado uma série de dificuldades para preencher o cadastro de acesso ao auxílio emergencial de R$ 600 do Governo Federal, que será pago durante o período de distanciamento social causado pela pandemia do novo coronavírus. Diante disso, o Instituto JCPM de Compromisso Social montou um atendimento presencial para auxiliar no cadastramento das informações, que é feito exclusivamente por meio de site e aplicativos.

A diretora de Desenvolvimento Social do Grupo JCPM, Lucia Pontes, ressalta a importância da iniciativa. “Decidimos entrar com esse apoio porque estávamos vendo muita gente que precisa da ajuda financeira com dificuldade no preenchimento digital. Muitas vezes, uma simples ajuda em disponibilizar internet e uma pessoa que auxilie no cadastramento das informações pode fazer a diferença”, afirma.

Saiba como participar

Moradores do Pina e de Brasília Teimosa, na Zona Sul do Recife, que estiverem interessados em receber a ajuda devem se dirigir à unidade do IJCPM, localizada no RioMar. O atendimento nesta sexta-feira (17) funciona até às 18h. Já no sábado (18), funcionará das 9h às 12h. Ao chegar na unidade,o candidato ao benefício vai informar seus dados e um coordenador social fará o preenchimento.

Auxílio emergencial

O Governo Federal vai conceder três parcelas de R$ 600,00 para as pessoas que se enquadrarem nos requisitos e preencherem as informações. O auxílio serve para trabalhadores informais e autônomos, trabalhadores cadastrados como microempreendedores individuais com renda de até três salários mínimos (R$ 3.135) e inscritos no Bolsa Família.

Mais ação do Instituto JCPM

Os jovens moradores do Pina e de Brasília Teimosa e matriculados no Instituto receberam cestas básicas para suas famílias. Os itens que fazem parte da cesta estão sendo adquiridos nos mercadinhos da própria comunidade. Dessa forma, a ação social atua em duas frentes: ajuda as famílias e os pequenos empreendedores. Em todas as unidades, estão sendo beneficiados cerca de 2,8 mil pessoas, entre jovens e entidades locais.

Para tirar dúvidas sobre o atendimento, a pessoa pode ligar mandar mensagem de WhatsApp para o contato do Instituto 9 92130616. Uma cartilha também foi preparada para distribuição pelo celular.

Mais Lidas