Após relatos de preconceitos contra médicos, Simepe pede respeito

Médicos têm denunciando atitudes preconceituosas nos próprios condomínios em que moram

CORONAVÍRUS
Após relatos de preconceitos contra médicos, Simepe pede respeito

Uma médica denunciou que o condomínio em que mora pediu que ela não usasse o mesmo elevador que os outros moradores - Foto: Divulgação PCR / Andrea Rego Barros

O Sindicato dos Médicos de Pernambuco (Simepe) divulgou uma nota de repúdio relacionada a atitudes de discriminação e preconceito que vêm sendo registradas contra os médicos que estão na linha de frente de combate ao coronavírus (covid-19) aqui no estado. Alguns profissionais denunciaram preconceito sofrido nos próprios prédios em que vivem. O vice-presidente do Simepe, Walber Estefano, pediu que esses profissionais sejam respeitados.

Uma médica publicou em suas redes sociais a denúncia após ter recebido uma nota do condomínio informando que ela e a família não poderiam mais utilizar o elevador comum que todos os moradores utilizam.

O vice-presidente do Simepe criticou as atitudes preconceituosas. “A gente vem recebendo denúncias. Houve vários outros condomínios com a perpetuação dessa prática preconceituosa (...) É importante ressaltar que são pessoas assintomáticas, que não tem a doença e que não têm nenhum sinal que faça isso”, disse Estefano.

Segundo o vice-presidente, o corpo jurídico do Simepe foi acionado para assegurar os médicos. “Já existem leis na própria prefeitura (do Recife) que garantem que não pode haver espaço separado com relação a essa parte do preconceito. Nós vamos acionar juridicamente esses síndicos e condomínios assim que tivermos as denúncias. Nessas ações trabalharemos tanto do ponto de vista criminal quanto do ponto de vista cível-administrativo”, apontou.

Walber Estefano pede que os médicos denunciem os casos ao Simepe. Ele faz um pedido à população. “Essa população que bateu palma a todos os profissionais de saúde que continuem a apoiar. São profissionais que estão trabalhando mais de 48 horas ininterruptas porque têm que garantir a assistência dos os próprios entes queridos dessas pessoas que estão tomando essas atitudes”, disse. “A gente pede que a população tenha, no mínimo, respeito a esses profissionais que merecem isso como qualquer outra pessoa”, concluiu.

Nota de repúdio

O Simepe emitiu uma nota de repúdio diante das denúncias. Confira:

Ver essa foto no Instagram

O Sindicato dos Médicos de Pernambuco (Simepe) vem a público repudiar atitudes discriminatórias contra os médicos e demais profissionais de saúde, que bravamente estão lutando na linha de frente contra a COVID-19. As pessoas que praticam esse tipo de discriminação e preconceito só demonstram uma total falta de conhecimento sobre a pandemia. É inadmissível aceitar que parte da sociedade assuma tais posturas, discriminando médicos, profissionais de saúde e seus familiares em condomínios, espaços abertos de convívio coletivo, entre outras situações. Essas atitudes demonstram um total desrespeito aos profissionais de saúde, que estão se expondo diariamente em Hospitais, Upas, PSFs, Policlínicas e Maternidades, SVO e IML. Aplausos em janelas e demonstração de respeito em redes sociais são muito importantes, motivam, e devem ser estendidos ao dia a dia, apoiando - de fato - quem tanto está lutando pela vida de todos. É importante que todas as pessoas que nos aplaudem possam se solidarizar com nossa indignação e coibir em seus ambientes residenciais e de convívio social toda e qualquer atitude discriminatória. Por fim, o Simepe, ciente de seu papel de defesa da categoria, solicita a todas as médicas e médicos que denunciem qualquer atitude discriminatória. Todos os casos serão encaminhados para análise do corpo jurídico da Defensoria Médica, que adotará as providências cabíveis diante de cada fato. Enfatizamos que é necessário o apoio e o reconhecimento para os médicos e os profissionais de saúde, por tudo que eles têm feito em prol de toda sociedade, profissionais estes, que estão lutando incansavelmente - muitas vezes sem a devida proteção e reconhecimento.

Uma publicação compartilhada por Sindicato dos Médicos de PE (@_simepe) em

COMENTÁRIOS

Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.