STF

STF: ministro Celso de Mello abre inquérito para investigar declarações de Moro contra Jair Bolsonaro

Ex-ministro Sérgio Moro pediu demissão e fez acusações contra o presidente

Da Agência Brasil
Da Agência Brasil
Publicado em 27/04/2020 às 22:51
Carlos Moura/SCO/STF
FOTO: Carlos Moura/SCO/STF
Leitura:

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Celso de Mello decidiu nesta segunda-feira (27) abrir inquérito para investigar as declarações feitas pelo ex-ministro da Justiça e Segurança Pública Sergio Moro, que pediu demissão do cargo e fez acusações contra o presidente Jair Bolsonaro. Celso de Mello deu 60 dias para a Polícia Federal tomar depoimento do ex-ministro Sergio Moro.

O decano destacou que, em uma República, não deve haver espaço para “privilégios” nem “discriminações”, impedindo-se que se estabeleçam tratamentos “seletivos em favor de determinadas pessoas”.

Investigação

A decisão do ministro atendeu a um pedido feito pelo procurador-geral da República, Augusto Aras, na semana passada. Com a abertura da investigação, uma das primeiras medidas será a convocação de Moro para prestar depoimento e entregar eventuais provas de suposta interferência na Policia Federal (PF).

Na sexta-feira (24), durante pronunciamento, Bolsonaro negou que tenha pedido para o então ministro interferir em investigações da PF.

Mais Lidas