Para tirar a identidade, beneficiários de auxílio emergencial enfrentam filas e aglomerações no Recife

Serviço é feito pelo Instituto de Identificação Tavares Buril para atender as pessoas que precisam fazer o saque do auxílio emergencial na Caixa

CONFUSÃO
Para tirar a identidade, beneficiários de auxílio emergencial enfrentam filas e aglomerações no Recife

A emissão de carteiras de Identidade começou nessa quinta-feira (7) - Foto: Reprodução/TV Jornal

A escola Sizenando Silveira, no bairro de Santo Amaro, Área Central do Recife, amanheceu com filas e aglomerações nesta sexta-feira (8) devido ao atendimento exclusivo que vem sendo realizado pelo Instituto de Identificação Tavares Buril (ITB) para as pessoas que não tem RG e precisam sacar o auxílio emergencial de R$ 600 do governo federal. O serviço para tirar a carteira de identidade é gratuito, mas é preciso comprovar através de algum documento que a pessoa tem direito à sacar o auxílio emergencial.

>> Instituto Tavares Buril realiza emissão da carteira de identidade para beneficiários do auxílio emergencial no Recife

O problema é que no local serão atendidos apenas 120 pessoas por dia, com 100 fichas para o público geral e 20 fichas prioritárias. No entanto, é possível observar muito mais pessoas do que a quantidade de fichas distribuídas. Na quarta-feira (7), o diretor do ITB disse que se houvesse necessidade, eles aumentariam o número de entregas das senhas, mas não disse quando, nem quantas senhas a mais serão distribuídas.

No local, os funcionários e a Polícia Civil estão tentando organizar a fila e conter as pessoas após um princípio de tumulto com algumas pessoas tentando furar a fila. Ao entregar as fichas, também é feita uma triagem para ver realmente se a pessoa tem direito ao serviço para tirar a carteira de identidade.

O serviço vai funcionar de segunda a sexta-feira, das 8h às 14h. O atendimento dura em média 15 minutos. A carteira de identidade vai ser entregue na própria escola em até quatro dias úteis.

Ouça a reportagem de Lilian Fonseca: 

Critérios para receber o auxílio

Para ter acesso ao auxílio emergencial, a pessoa deve cumprir, ao mesmo tempo, os seguintes requisitos:

  • Maior de idade - ser maior de 18 anos de idade
  • Não ter emprego formal - destinado para trabalhadores autônomos com rendas informais, que não seja agente público, inclusive temporário e nem exercendo mandato eletivo
  • Não ser beneficiário - não receber benefício previdenciário ou assistencial, seguro-desemprego ou de outro programa de transferência de renda federal que não seja o Bolsa Família
  • Renda familiar - renda familiar mensal per capita (por pessoa) de até meio salário mínimo (R$ 522,50) ou renda familiar mensal total (tudo o que a família recebe) de até três salários mínimos (R$ 3.135,00)
  • Rendimentos tributáveis - não ter recebido rendimentos tributáveis, no ano de 2018, acima de R$ 28.559,70
  • Estar desempregado ou exercer as seguintes atividades - exercer atividade na condição de microempreendedor individual (MEI) ou ser contribuinte individual ou facultativo do Regime Geral de Previdência Social (RGPS) ou ser trabalhador informal inscrito no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico)

COMENTÁRIOS

Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.