Governo diz que não liberou comércio em Pernambuco

Fechamento do comércio foi definido como estratégia para prevenção do avanço do coronavírus no estado

ECONOMIA
Governo diz que não liberou comércio em Pernambuco

Detalhes do plano de retomada da economia serão apresentados segunda-feira (1º) - Foto: JC Imagem

Em nota, o Governo de Pernambuco esclareceu que não liberou o comércio ou qualquer outra atividade em municípios do interior ou da Região Metropolitana do Recife. De acordo com o governo, o plano de retomada da economia será detalhado a partir da próxima segunda-feira (1º). 

O governador de Pernambuco, Paulo Câmara, assinou um decreto no dia 15 de maio prorrogando a suspensão do funcionamento de estabelecimentos comerciais, industriais e prestadores de serviço no estado até o dia 31 de maio.  

A exceção ficou para as atividades consideradas essenciais, já previstas no decreto estadual nº 49.024/2020, que estabelece o período de quarentena em cinco municípios da Região Metropolitana do Recife, entre os dias 16 e 31 de maio, como estratégia para ampliar o isolamento social e reduzir a curva de transmissão do novo coronavírus no Estado.

CDL quer reabertura do comércio 

Há mais de dois meses de portas fechadas, o diretor executivo da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL), Fred Leal, disse que reuniões vêm sendo realizadas com os sindicatos de lojas das capitais brasileiras, além do contato com o governo de Pernambuco, para viabilizar a reabertura do comércio local, que foi duramente atingido pela pandemia do novo coronavírus. 

COMENTÁRIOS

Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.