Presidente Jair Bolsonaro testa positivo para o coronavírus

O resultado do exame foi confirmado pelo próprio Bolsonaro nesta terça-feira (7)

PRESIDENTE
Presidente Jair Bolsonaro testa positivo para o coronavírus

Pronunciamento foi transmitido ao vivo na TV Brasil - Foto: José Cruz/ Agência Brasil

O presidente Jair Bolsonaro (Sem partido) confirmou, nesta terça-feira (7), que testou positivo para o novo coronavírus (covid-19). O presidente cancelou as agendas previstas para a Bahia e Minas Gerais nesta semana. O resultado saiu por volta das 11h de hoje e ele disse que está bem.

"O resultado do teste de covid-19 feito pelo presidente Jair Bolsonaro na noite dessa segunda-feira, 6, e disponibilizado na manhã de hoje, 7, apresentou diagnóstico positivo. O presidente mantém bom estado de saúde e está, nesse momento, no Palácio da Alvorada", diz nota da Secretaria de Comunicação da Presidência (Secom) divulgada no início da tarde desta terça.

>> Resultado de exame da covid-19 de Jair Bolsonaro sai nesta terça (7)

>> Gripezinha, histórico de atleta e aglomerações: a cronologia de Bolsonaro até contrair o coronavírus

>> Juiz federal impõe uso de máscara a Bolsonaro em locais públicos

Após apresentar sintomas na segunda-feira (6), Bolsonaro realizou um exame para constatar se estava com a covid-19. Antes de fazer o exame, à tarde, ele sentiu dores no corpo, febre de até 38 graus e sintomas de gripe. O teste foi realizado no Hospital das Forças Armadas onde ele tirou também uma radiografia dos pulmões.

Com a confirmação, o presidente informou que já está tomando azitromicina e a hidroxicloroquina, medicamento este que gerou diversas discussões acerca da sua eficácia, inclusive culminando na saída dos ex-ministros da Saúde, Luiz Henrique Mandetta e Nelson Teich. Os ex-chefes da pasta sempre se posicionaram contra o uso do medicamento em casos leves, seguindo a recomendação da Organização Mundial de Saúde (OMS).

>> OMS interrompe testes com hidroxicloroquina e lopinavir/ritonavir

>> Pelo Twitter, Mandetta anuncia demissão e não é mais ministro da Saúde

>> Nelson Teich pede demissão do cargo de ministro da Saúde após divergências com Bolsonaro

Outros testes

Bolsonaro já havia realizado três testes para avaliar uma possível infecção do coronavírus em março, após volta da viagem oficial dos Estados Unidos, em que pelo menos 23 pessoas da comitiva brasileira testaram positivo para coronavírus. O chefe de Estado até anunciou os resultados negativos, mas se recusou a mostrar exames, que só foram divulgados após o Supremo Tribunal Federal (STF) obrigar a divulgação das informações.

Confira o pronunciamento ao vivo na TV Brasil: 

COMENTÁRIOS

Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.