UFPE aprova calendário suplementar e voltará a ter aulas

As aulas serão ministradas virtualmente e essa retomada não é a volta do primeiro semestre letivo da UFPE, que segue suspenso

EDUCAÇÃO
UFPE aprova calendário suplementar e voltará a ter aulas

Matrícula será facultativa - Foto: Ascom/ UFPE

Após quase quatro meses com as aulas presenciais suspensas, a Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) irá retomar as aulas nos cursos de graduação no dia 17 de agosto. No entanto, essa volta não será a retomada do primeiro semestre letivo, mas sim um semestre extra, chamado de Calendário Acadêmico Suplementar. A informação foi revelada pela coluna Enem e Educação do JC Online.

As regras desse novo semestre foram aprovadas nesta sexta-feira (10) pelo Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão (Cepe).

As aulas presenciais na UFPE estão suspensas desde 16 de março e o semestre letivo continua suspenso por causa da pandemia do novo coronavírus. A previsão é de retorno somente em 2021.

De acordo com a UFPE, todas as disciplinas serão ministradas virtualmente e a matrícula dos estudantes é facultativa. Os professores também têm autonomia para participar ou não desse calendário. "Não vamos retomar o semestre letivo de 2020.1 porque isso pressupõe que todos, alunos e docentes, teriam de participar, não seria facultativo. E o estudante que não participasse poderia ser prejudicado academicamente", explica a pró-reitora de graduação, Magna do Carmo.

As coordenações das graduações terão liberdade para propor as disciplinas do Calendário Acadêmico Suplementar, desde que não haja atividades presenciais nem aulas de campo.

Estrutura da UFPE

A UFPE tem cerca de 40 mil alunos, dos quais pouco mais de 31 mil estudam nos 109 cursos de graduação. A comunidade acadêmica é formada também por 2.504 professores e 3.843 técnicos administrativos (números de junho de 2019).

COMENTÁRIOS

Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.