TRÂNSITO

Após atropelar e matar motociclistas em Água Preta, vereador é autuado por homicídio culposo


Vereador matou três motociclistas e deixou outros cinco feridos após atropelar grupo em Água Preta, na Mata Sul de Pernambuco

Ísis Lima
Ísis Lima
Publicado em 24/08/2020 às 15:43
Reprodução de vídeo
FOTO: Reprodução de vídeo
Leitura:

Após grave acidente que deixou três motociclistas mortos e outros cinco feridos, o vereador da cidade de Brejo da Madre de Deus, no Agreste de Pernambuco, Pedro Marconi de Souza Barros (PTC), foi autuado por homicídio culposo e lesão corporal culposa. Ele dirigia uma caminhonete quando bateu de frente com um grupo de aproximadamente 30 pessoas, na manhã deste domingo (23), na PE-96, em Água Preta, na Mata Sul de Pernambuco.

Segundo a Polícia Militar, o vereador foi levado para a Delegacia de Palmares para realizar teste de bafômetro e o resultado foi normal. O vereador Pedro Marconi de Souza Barros disse à polícia que teve "um apagão". Ele passará por audiência de custódia ainda nesta segunda-feira (24).

"O que foi apurado até agora é que o motorista vinha em alta velocidade praticando algumas manobras perigosas. Após uma curva ele se chocou de frente com esse comboio de 30 motociclistas", explicou a delegada de plantão, Juliana Bernart.

O homicídio foi registrado por vídeo. Uma pessoa que faz parte do grupo estava no acostamento filmando a passagem dos motociclistas quando registrou o acidente.

Veja o vídeo:

Grupo seguia para Alagoas

As vítimas faziam parte de um grupo de motociclistas chamado Esquadrão do Asfalto, que é formado por condutores do Recife e de Maceió. No momento do acidente, o grupo estava a caminho de Maragogi, em Alagoas, para participar de uma ação solidária.

As vítimas foram socorridas pelo Corpo de Bombeiros e pelo Samu para hospitais em Barreiros e Palmares, também na Zona da Mata.


Mais Lidas