Metrô Recife

Metrô do Recife volta a operar no horário de antes da pandemia


Saiba quais foram são mudanças que ocorrerrem a partir desta segunda-feira (24)

Carol Coimbra
Carol Coimbra
Publicado em 24/08/2020 às 8:44
Jailton Júnior/TV Jornal
FOTO: Jailton Júnior/TV Jornal
Leitura:

A partir desta segunda-feira (24), o metrô do Recife volta a operar no horário que funcionava antes da pandemia, com extensão no tempo de circulação. Das composições, as linhas Centro e Sul passam a funcionar das 5h às 23h, de domingo à domingo.

O chefe de Comunicação do Metrô do Recife, Salvino Gomes, falou que a expectativa é que o número de pessoas circulando no transporte cresça.

“A expectativa nossa é que o número de passageiros aumente, mas lembrando que, depois da covid-19, a gente nunca teve nem a metade dos passageiros que a gente transportava antes, que eram em torno de 385 mil passageiros por dia. A expectativa de no máximo com essa ampliação e a volta ao horário total, é de a gente chegar em uma previsão bem otimista de 200 mil passageiros por dia. Hoje, estamos carregando entre 178 e 180 mil passageiros no dia a dia, nas linhas Centro e Sul, e também nas linhas Diesel no Metrô do Recife,” relatou.

De acordo com Salvino, não haverá mudanças na Linha VLT.

“A linha VLT continua do mesmo jeito, de Cajueiro Seco para o Cabo, de 5h30 às 20h. E também de Cajueiro Seco para o Curado também de 5h30 às 20h. A única alteração continua naquele ramal Curado/Cajueiro Seco, que o trem ao invés de começar a viagem às 5h30, começa por volta das 6h e se estende até às 20h”, afirmou.

A estação Joana Bezerra, localizada na área central do Recife, se encontrava lotada na manhã desta segunda-feira (24). O local também está com alguns problemas na circulação de pessoas, uma escada rolante está quebrada, causando aglomerações.

“Esse gargalo da escada rolante infelizmente foi causado por vandalismo. A gente não pode deixar de mencionar nisso. E essa questão da escada rolante também, ela não é concertada de maneira automática porque peças não existem aqui na capital, elas têm que ser importadas de outros estados e até de outros países, então ainda demora em torno de uma semana para que essa escada rolante volte a funcionar, para que o passageiro tenha a tranquilidade necessária. A gente pede desculpas à população e que tenham um pouco de paciência no deslocamento do trem”, explicou o chefe de comunicação.

Os cabos do metrô foram roubados do domingo (23) para esta segunda. O furto aconteceu entre os bairros de Mangueira e Santa Luzia e foram em torno de 30 metros de fio roubados na madrugada. Segundo Salvino Gomes, a atitude é um atentado à circulação. Ele pede que não comprem os cabos roubados do metrô.

Ouça a reportagem de Chintia Ferreira:


Mais Lidas