Polícia Federal pede ao STF prorrogação do inquérito sobre supostas interferências de Bolsonaro no órgão

A PF pediu um novo prazo, de 30 dias, para o inquérito

INQUéRITO
Polícia Federal pede ao STF prorrogação do inquérito sobre supostas interferências de Bolsonaro no órgão

O inquérito investiga as possíveis interferências do presidente Jair Bolsonaro na PF - Foto: Carolina Antunes/Presidência da República

A Polícia Federal pediu ao Supremo Tribunal Federal (STF), nessa quarta-feira (2), uma nova prorrogação, de 30 dias, no inquérito que investiga a suposta interferência do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) no órgão. 

A abertura do inquérito a pedido da Procuradoria Geral da República (PGR) foi autorizada no final de abril pelo ministro Celso de Mello e tem como base a denúncia feita pelo ex-ministro da Justiça Sérgio Moro. 

Prorrogação 

A prorrogação deve ser decidida por Celso de Mello, no entanto, o ministro continua de licença da Corte por motivos de saúde. Sua volta está prevista para o dia 11 de setembro. Uma das medidas pendentes no inquérito é o depoimento de Bolsonaro. 

COMENTÁRIOS

Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.