Eleições 2020

Eleições 2020: Polícia Federal utilizará drones para inibir prática de crimes eleitorais


No dia da votação, drones serão lançados para assegurar que nenhum crime irregular esteja acontecendo nos locais de voto

Carol Coimbra
Carol Coimbra
Publicado em 27/10/2020 às 9:42
Tânia Rêgo/Agência Brasil
FOTO: Tânia Rêgo/Agência Brasil
Leitura:

A Polícia Federal irá utilizar 13 drones como ferramenta para inibir a prática de crimes eleitorais durante o pleito de 2020 em Pernambuco. A medida tem como objetivo o aumento da segurança nas eleições deste ano.

O delegado Belmir Araujo explicou como será a utilização desses equipamentos. “O uso dos drones como ferramentas tecnológicas será para auxiliar nas investigações, seja na constatação de flagrante seja como elemento de prova em investigações futuras”, disse.

Segundo ele, a PF estará atenta aos usuais crimes eleitorais. “Nós iremos focar, principalmente no dia das eleições, naqueles crimes usuais como o ‘derrame de santinhos’, a ‘boca de urna’, distribuição de brindes e eventualmente até compra de votos com a constatação nos locais adensados”, destacou.

Funcionamento

Belmir falou sobre como é o funcionamento dos equipamentos de drone. “Temos equipamentos que voam meia hora, uns que voam menos, uns 15, 20 minutos. A questão da altitude também varia, vai depender do caso do uso específico e a necessidade do alcance da câmera”, contou.

Dinâmica

De acordo com o delegado, a utilização dos drones será feita de forma comitente com outras ferramentas, como o Centro Integrado de Controle, como a articulação das equipes de segurança. Ele afirmou que, constatado um movimento ilícito ou possivelmente irregular, será de imediato encaminhado um comunicado, aciona alguma equipe de policiamento para que se chegue ao local e lide com a situação.

“De forma reversa com a notícia que recebemos, também podemos lançar o drone para constatar porque muitas vezes o que acontece é que aquela ocorrência que nos é notificada ao chegar ao setor, a situação já tem se esvaído. Então, o drone lançado assim que recebemos a notícia nos permite uma atuação mais eficiente na constatação do crime”, destacou.

Ouça a reportagem de Leonardo Vasconcelos:


Mais Lidas