“Vai contra tudo que acontece no Brasil”, diz presidente da Urbana-PE sobre fim da dupla função dos motoristas de ônibus no Recife

O presidente da Urbana-PE falou sobre a situação do atual projeto que acaba com a dupla função de motoristas de ônibus em Recife; medida aguarda sanção do prefeito Geraldo Julio

DUPLA FUNçãO
“Vai contra tudo que acontece no Brasil”, diz presidente da Urbana-PE sobre fim da dupla função dos motoristas de ônibus no Recife

Segundo o presidente da Urbana-PE a ideia dos projeto que acaba com a dupla função não é válida. - Foto: Divulgação/ Ipem

A Câmara Municipal do Recife aprovou, na terça-feira (27), o projeto de lei que proíbe que os motoristas de ônibus da cidade realizem a função de cobrador. O projeto já estava há algum tempo na Câmara. Agora, com a aprovação dos vereadores, a expectativa da categoria é que o prefeito Geraldo Júlio (PSB) sancione a decisão do fim da dupla função.

Em entrevista ao Passando a Limpo desta quarta-feira (28), o presidente do Sindicato das Empresas de Transportes de Passageiros de Pernambuco (Urbana-PE), Fernando Bandeira comentou o assunto.
Segundo ele, a ideia dos projeto que acaba com a dupla função não é válida.

“Não conheço ainda o texto da medida, nós vamos examinar se for sancionada pelo senhor prefeito e verificar o teor da mesma. Em relação ao custo do sistema, é um custo bastante elevado. Para se ter uma ideia, é em torno de 40 centavos uma tarifa de ônibus, porque o cobrador representa 12% do custo total do sistema. Se observarmos o Brasil como um todo, a maioria das capitais brasileiras já não tem mais a figura do cobrador. Hoje, 80% dos nossos passageiros têm a bilhetagem eletrônica. Então, realmente é muito complicado você ter uma pessoa sem ter serviço, já que muitas vezes somente 10 pessoas entram pagando em dinheiro a cada viagem. Essa posição vai contra tudo que acontece no Brasil”, afirmou.

Bandeira ainda contou que a meta é que todos os pagamentos para quem anda de ônibus se tornem 100% eletrônicos, sem o uso do dinheiro vivo.

“Não temos nenhuma dificuldade em fazer isso, temos toda a parte tecnológica já desenvolvida para que isso aconteça. Vamos colocar 100% na bilhetagem eletrônica, essa é nossa meta”, relatou.

Confira a entrevista na íntegra:

O lado dos rodoviários

O presidente do Sindicato dos Rodoviários, Aldo Lima, falou sobre a expectativa da sanção do prefeito.

“O prefeito já deu uma nota pública oficial que vai sancionar esse projeto de lei, e, após a sanção, o projeto entra em vigor depois de 30 dias. É uma grande vitória para a categoria, uma expectativa boa”, celebrou.
Segundo Aldo, o projeto implica que qualquer ônibus que circule no município de Recife terá que ter a presença do cobrador, mesmo se vier de fora.

O presidente também comentou sobre a situação dos cobradores que tinham sido desligados de seus empregos.

“O sindicato, em conjunto com o Ministério Público do trabalho, ajuizou 14 ações contra as 14 empresas que praticaram demissões ilegais no mês de março. Essas ações estão sendo julgadas, e as decisões estão vindo no sentido de cancelar essas demissões. Esperamos que com a sanção do prefeito as empresas já comecem a cancelar essas demissões e chamar esses trabalhadores de volta, garantir esses empregos que de fato nunca deveria ter ocorrido isso”, disse.

Confira a reportagem de Juliana Oliveira: 

COMENTÁRIOS

Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.