Operação Pax

Polícia Federal deflagra operação de tráfico de drogas nos presídios e fora deles em Pernambuco


Foram sete pessoas presas, duas delas eram mulheres

Carol Coimbra
Carol Coimbra
Publicado em 05/11/2020 às 11:24
Bruno Campos/ JC Imagem
FOTO: Bruno Campos/ JC Imagem
Leitura:

Uma operação deflagrada nesta quinta-feira (5) pela Polícia Federal prendeu sete pessoas dentre elas duas mulheres. A Operação denominada de “Paulista, Pax” foi uma ação conjunta da Polícia Federal, Força Nacional e da Secretaria Executiva de ressocialização. Ao todo, foram cumpridos 16 mandados de prisão, sete deles contra alvos que estavam soltos.

Os presos foram levados para a sede da Polícia Federal e para prédios anexos. Uma das mulheres presas é apontada como uma das líderes do esquema criminoso.

O grupo atuava tanto no tráfico de drogas quanto em assaltos a bancos, como relatou o delegado Carlo Marcus Correia.

“Uma quadrilha que introduzia drogas nos presídios e fazia venda na aérea externa também, nas chamadas bocas de fumo. Além disso, os grupos que integravam a organização atuavam em assaltos”, contou.

Segundo a PF, um policial militar da reserva foi preso suspeito de facilitar a entrada de drogas no presídio feminino do Recife, sob o comando de uma detenta.

“Uma mulher que cumpre pena por tráfico há vários anos no presídio feminino do Recife, e uma das que foram presas hoje, inclusive em flagrante, também passou 12 anos no sistema prisional. Existia uma facilitação, tanto que foi preso um policial militar da reserva que prestava serviço na guarda penitenciária. Ele facilitava a entrada de drogas e celulares no presídio”, disse.

Os mandados foram cumpridos em Jaboatão, Recife, Olinda, Paulista e presídios do interior. Com uma das mulheres, a polícia chegou a apreender cerca de 5kg de maconha. Um alvo está foragido.

Ouça a reportagem de Cinthia Ferreira:


Mais Lidas