PANDEMIA

Carnaval 2021 é suspenso em Pernambuco por conta da Covid-19


O secretário estadual de Saúde, André Longo, anunciou a suspensão do Carnaval 2021 de Pernambuco

Ísis Lima
Ísis Lima
Publicado em 17/12/2020 às 16:56
Arnaldo Carvalho/ JC Imagem
FOTO: Arnaldo Carvalho/ JC Imagem
Leitura:

O Carnaval 2021 de Pernambuco foi suspenso por conta da pandemia da Covid-19. A informação foi confirmada durante coletiva de imprensa, nesta quinta-feira (17), pelo secretário estadual de Saúde, André Longo.

O secretário afirmou que o estado registrou crescimento de casos de síndrome respiratória aguda grave (SRAG), "configurando quatro semanas seguidas de alta, e uma clara tendência de recrudescimento nos indicadores".

Segundo o secretário, Pernambuco voltou a patamares vistos no final de setembro e início de outubro. "É preciso acender a luz de alerta e a cautela necessária passa a tomar conta de todos nós. Precisamos contar com a consciência de cada um e cada uma. Só assim vamos vencer a covid-19 mais rápido e com menos tristeza (...) A pandemia não acabou e, no momento, nossa única proteção é o cuidado, até que se possa chegar a vacina", comentou Longo, acrescentando que o governo tem trabalhado para garantir a imunização da população.

Festas privadas suspensas

Ainda durante a coletiva, o secretário de Desenvolvimento Econômico de Pernambuco, Bruno Schwambach, afirmou que as festas de carnaval privadas também não poderão ser realizadas. Segundo ele, a proibição de festas de fim de ano, que foi decretada na semana passada, será estendida até o carnaval, "não sendo permitido nenhum tipo de evento, show e festa, para comemoração de prévias carnavalescas e nem o carnaval em si, seja pública ou privada".

De acordo com Schwambach, o anúncio ocorre para que as pessoas se preparem e os organizadores não vendam ingressos. O secretário ainda comentou que esses eventos não devem ser realizados neste momento. "São exatamente esses eventos os maiores potencializadores de contaminação, e, por isso, a gente está restringindo, para tentar manter as outras atividades econômicas funcionando", destacou.

Covid-19 em Pernambuco

A Secretaria Estadual de Saúde (SES-PE) registrou, nesta quinta-feira (17), 1.646 casos da covid-19. Entre os confirmados nesta quinta-feira (17), 59 (3,5%) são casos de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) e 1.587 (96,5%) são leves. Agora, Pernambuco totaliza 203.497 casos confirmados da doença, sendo 28.777 graves e 174.720 leves.

Também foram confirmados 22 óbitos, ocorridos entre os dias 23 de outubro e 16 de dezembro. Com isso, o Estado totaliza 9.361 mortes pela covid-19.

Estado de calamidade

O governo de Pernambuco prorrogou o estado de calamidade pública devido à pandemia do novo coronavírus no Estado. O decreto, publicado no Diário Oficial desta quinta-feira (17) e assinado pelo governador Paulo Câmara (PSB), é válido por 180 dias, a partir do dia 1º de janeiro de 2021, sendo estendido até junho.

O governo apontou que a decisão foi tomada em virtude da “inexistência de um cronograma definido de início e de conclusão do processo de imunização da população brasileira contra o coronavírus”. Além disso, o estado reforçou que persiste a "emergência de saúde pública de importância internacional decorrente do coronavírus" e disse que o decreto leva em consideração “a necessidade de manutenção das medidas sanitárias e administrativas voltadas ao enfrentamento da pandemia.”

Veja a coletiva completa:


Mais Lidas