Pandemia do novo coronavírus

Estudante pernambucano é um dos primeiros brasileiros a receber duas doses da vacina contra covid-19

André Vieira estuda medicina na Rússia e recebeu segunda dose da Sputinik-V nesta sexta-feira (29).

Gabriel dos Santos Araujo Dias
Gabriel dos Santos Araujo Dias
Publicado em 29/01/2021 às 9:23
Divulgação
FOTO: Divulgação
Leitura:

O sextou do estudante pernambucano André Vieira vai ser ainda mais alegre desta vez. Morando na Rússia para estudar medicina, André, que é natural de Moreno, no Grande Recife, recebeu nesta sexta-feira (29), a segunda dose da vacina contra covid-19.

“Tomei hoje pela manhã”, relatou o estudante em entrevista a Geraldo Freire na Rádio Jornal. A primeira dose recebida por André foi em 8 de janeiro. “Aquelas pessoas que haviam tomado a primeira dose 21 dias antes, hoje, tiveram prioridade”, explicou.

Ainda de acordo com André, quem recebe a vacina na Rússia tem sido acompanhado. “Eles me ligaram nos três dias seguintes ao dia em que recebi a primeira dose. Ontem [quinta-feira], também me ligaram informando o horário para que eu recebesse a vacina hoje”, comentou. As duas doses da vacina russa são essenciais, assim como as fórmulas distribuídas no Brasil.

Rússia

Além da Sputink-V, os russos estão aplicando também uma vacina desenvolvida por outra farmacêutica de Moscou chamada “EpiVacCorona”. “De acordo com o Ministério da Saúde daqui, a vacinação já ultrapassou dois milhões de pessoas”, comentou Andre.

Na entrevista, o estudante também falou sobre os idiomas que estuda na Rússia.

Veja entrevista na íntegra:

Mais Lidas