Covid-19: Pernambuco deve receber cerca de 400 mil doses de vacinas até a próxima semana

Informação sobre mais doses de vacinas contra a covid-19 foi dada pelo secretário André Longo

IMUNIZAÇÃO
Covid-19: Pernambuco deve receber cerca de 400 mil doses de vacinas até a próxima semana

Doses devem chegar até o dia 28 de fevereiro - Foto: Tânia Rêgo/Agência Brasil

Atualizada às 18h33

O secretário estadual de Saúde, André Longo, informou, nesta quarta-feira (17), que o Ministério da Saúde prometeu a entrega de 10,2 milhões de doses de vacinas contra a covid-19 até o dia 28 de fevereiro para os estados.

O informação foi passada aos gestores estaduais durante reunião com o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, com os governadores estaduais. Na divisão, Pernambuco deve receber 4,5% dessas doses, o que corresponde a pelo menos 400 mil doses, sendo 320 mil da CoronaVac e 80 mil doses da vacina produzida pela Oxford/Astrazeneca. 

"Essa é nossa expectativa para que a gente possa distribuir essas vacinas. A gente vai fazer as reuniões do comitê técnico e da CIB (Comissão Intergestora Bipartite) para que já esteja tudo pactuado, todos os grupos que vão receber e o quantitativo de doses que cada município vai receber a partir da confirmação das entregas do Ministério da Saúde. Toda a logística de Pernambuco estará pronta para uma nova distribuição em, no máximo, 24 horas para todos os municípios de Pernambuco", disse. 

Quem deve receber as doses? 

O secretário estadual de Saúde, André Longo, explicou que, de acordo com recomendação do Ministério da Saúde, as doses das vacinas que têm sido entregues devem priorizar a imunização de trabalhadores de saúde e a população idosa. 

No entanto, Longo acrescenta que Pernambuco está mais adiantado do que alguns estados com relação a faixa etária dos imunizados. "Na última entrega, o Ministério da Saúde remeteu doses para idosos acima de 90 anos. Há uma expectativa para que agora ele distribua para idosos entre 85 e 90 anos. Pernambuco já adotou, desde a chegada das primeiras doses da vacina Astrazeneca/Oxford/ Fiocruz, a vacinação para idosos acima de 85 anos. Ou seja, Pernambuco já está mais adiante na vacinação de idosos do que outros estados. E alguns municípios, como Recife e Jaboatão dos Guararapes, já adiantaram, inclusive, a utilização de vacinas para o público de 80 a 84 anos", detalhou. 

O secretário acredita que em breve idosos abaixo de 80 anos também serão imunizados. "A nossa expectativa é de que esse processo de expansão de vacinas para idosos se dê com essa nova chegada. A gente deve ter todo o estado podendo vacinar pessoas acima de 80 anos e, dependendo do número que possa chegar e se tivermos um cronograma de entrega para março, poderemos avançar para idosos com menos de 80 anos", disse.  

 

>> Falsa aplicação de vacina contra covid-19: saiba como ter certeza de que imunizante foi aplicado corretamente

>> Amazonas deve ser o primeiro estado a vacinar toda a população contra a covid-19, diz ministro da Saúde

 

O secretário André Longo revelou a informação durante coletiva de imprensa online, que aconteceu nesta tarde. 

Assista a coletiva:

 

O que é coronavírus?

Coronavírus é uma família de vírus que causam infecções respiratórias. O novo agente do coronavírus foi descoberto em 31/12/19 após casos registrados na China.Os primeiros coronavírus humanos foram isolados pela primeira vez em 1937. No entanto, foi em 1965 que o vírus foi descrito como coronavírus, em decorrência do perfil na microscopia, parecendo uma coroa.

 

>> Aos 73 anos, bispo de Olinda e Recife, Dom Fernando Saburido, é diagnosticado com covid-19

>> Covid-19: Começa a vacinação de idosos a partir de 80 anos no Recife

 

A maioria das pessoas se infecta com os coronavírus comuns ao longo da vida, sendo as crianças pequenas mais propensas a se infectarem com o tipo mais comum do vírus. Os coronavírus mais comuns que infectam humanos são o alpha coronavírus 229E e NL63 e beta coronavírus OC43, HKU1.

Como prevenir o coronavírus?

O Ministério da Saúde orienta cuidados básicos para reduzir o risco geral de contrair ou transmitir infecções respiratórias agudas, incluindo o coronavírus. Mesmo com o início da vacinação contra a covid-19, é importante manter as medidas. Entre elas estão:

- Usar máscara em ambientes compartilhados 

- Lavar as mãos frequentemente com água e sabonete por pelo menos 20 segundos, respeitando os 5 momentos de higienização.

- Se não houver água e sabonete, usar um desinfetante para as mãos à base de álcool.

- Evitar tocar nos olhos, nariz e boca com as mãos não lavadas.

- Evitar contato próximo com pessoas doentes.

- Ficar em casa quando estiver doente.

- Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar com um lenço de papel e jogar no lixo.

- Limpar e desinfetar objetos e superfícies tocados com freqüência.

- Profissionais de saúde devem utilizar medidas de precaução padrão, de contato e de gotículas (máscara cirúrgica, luvas, avental não estéril e óculos de proteção).

- Para a realização de procedimentos que gerem aerossolização de secreções respiratórias como intubação, aspiração de vias aéreas ou indução de escarro, deverá ser utilizado precaução por aerossóis, com uso de máscara N95.

COMENTÁRIOS

Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.