Pandemia do novo coronavírus

Durante aglomeração em Camaragibe, mulher agride policiais e é levada para a delegacia por desacato


Caso aconteceu na noite de sexta-feira, quando serviços não essenciais deveriam fechar às 20h

Gabriel dos Santos Araujo Dias
Gabriel dos Santos Araujo Dias
Publicado em 06/03/2021 às 15:29
LUISI MARQUES/JC IMAGEM
FOTO: LUISI MARQUES/JC IMAGEM
Leitura:

Não é segredo para ninguém que serviços não essenciais precisam fechar as portas às 20h de segunda a sexta-feira, em respeito a um decreto estadual, que tenta diminuir a transmissão do novo coronavírus em Pernambuco. Na noite da sexta (5), entretanto, um grupo de pessoas se aglomerava em uma praça de Camaragibe, no Grande Recife, para beber. A polícia chegou, mas uma comerciante não quis atender ao decreto e foi detida.

O caso aconteceu na Praça Eliza Cabral. Ao chegar no local, agentes de fiscalização do Procon e policiais militares encontraram diversos ambulantes e muita gente consumindo bebida alcoólica. Os agentes orientaram e pediram que as pessoas encerrassem as atividades, mas uma mulher insultou e agrediu verbalmente os policiais. Por desacato, ela foi detida e levada para a delegacia.

Interdição

Também na noite de sexta, dois estabelecimentos - um no Recife e outro, em Paulista - foram interditados por desrespeitar as medidas estabelecidas pelo governo.

De acordo com o Procon, passava das 23h30 quando o Champagne Club, na Rua Cosmorama, em Boa Viagem, Zona Sul do Recife, foi interditado. Além de aberta, a casa tinha cerca de 20 clientes.

Em Paulista, a maioria estava aberta para a entrega de delivery, o que é autorizado. Mas a Kony Lounge, em Jardim Paulista, estava aberta com clientes e foi interditada.

Denúncia

“Para denunciar locais descumprindo ligações podem ser feitas, de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h, no 0800.282.1512. E todos os dias, a qualquer hora, no WhatsApp do Procon Pernambuco - 081 3181.7000 e no Instagram @proconpe”, informou o Procon em nota.


Mais Lidas