Pernambuco registra 50,9% de isolamento social no domingo (14), e governo avalia medidas mais duras para conter a covid-19

No sábado, mesmo com proibição de atividades não essenciais, isolamento social no Estado foi de 43,1%. Estudos apontam que ideal é taxa de 70%

PANDEMIA DO NOVO CORONAVíRUS
Pernambuco registra 50,9% de isolamento social no domingo (14), e governo avalia medidas mais duras para conter a covid-19

Movimentação na praia de Boa Viagem, na Zona Sul do Recife - Foto: Felipe Ribeiro/JC Imagem

Gabriel Dias

No segundo final de semana com proibição de atividades não essenciais, Pernambuco registrou 43,1% de isolamento social no último sábado (13) e 50,9%, no domingo (14), de acordo com a In Loco, empresa especializada em geolocalização. Na sexta-feira (12), sem medidas restritivas das 5h às 20h, o isolamento social foi de 33%. Vários estudos mostram que a taxa ideal de isolamento para reduzir a contaminação pelo novo coronavírus deve ser de 70%. Com aumento nos números de casos e de mortos pela covid-19 no estado, o governo de Pernambuco não descarta a possibilidade de medidas mais duras. 

Ao longo de todo o final de semana, foram registrados vários exemplos de desrespeito ao decreto estadual que proíbe festas, banho de mar nas praias de Pernambuco e atividades não essenciais. Na cidade de Camaragibe, 81 pessoas foram flagradas se divertindo em uma festa no bairro de Aldeia, na madrugada do domingo. O Procon levou todos para a delegacia, mas ninguém ficou preso. Em Boa Viagem, na Zona Sul do Recife, fiscais tiveram bastante trabalho para retirar as pessoas que insistiam em tomar banho de mar na praia. No sábado, uma equipe da TV Jornal flagrou ônibus lotados saindo do terminal de Joana Bezerra, no Recife. 

Em meio a esses flagrantes de desrespeito, o Estado registrou, no domingo, mais 1.104 novos casos da covid-19. Agora, Pernambuco já soma 317.528 casos da doença. Além disso, mais 26 mortes foram confirmadas, elevando o total de óbitos decorrentes do novo coronavírus no estado para 11.383. Atualmente, 95% dos leitos de UTI destinados a pacientes com covid-19 estão ocupados no Estado. 

Medidas mais duras

Todo esse cenário faz o governo de Pernambuco não descartar medidas mais duras de isolamento social. "Nosso comitê de enfrentamento à pandemia analisa de forma permanente os números da doença no Estado. Se a situação continuar se agravando, teremos medidas restritivas mais duras nos próximos dias. O momento exige toda cautela e um descuido pode representar uma perda irreparável. E nós queremos vencer essa batalha", afirmou o governador Paulo Câmara, em um comunicado divulgado no sábado. 

O secretário de Saúde de Pernambuco, André Longo, disse na sexta-feira (12), em entrevista à TV Jornal, que “possibilidade sempre há”, sobre decretação de lockdown no Estado.  

O atual decreto que proibe atividades não essenciais de funcionarem entre 20h e 5h de segunda a sexta e em todo os dias dos finais de semana tem vigência até a próxima quarta-feira, dia 17. O Blog de Jamildo apurou, no entanto, que são remotas as chances de não haver renovação do decreto.

TAGS

COMENTÁRIOS

Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.