Cancelamento do São João provoca prejuízo milionário no interior de Pernambuco

Prefeitura de Caruaru já confirmou cancelamento do São João em 2021

PANDEMIA DO NOVO CORONAVíRUS
Cancelamento do São João provoca prejuízo milionário no interior de Pernambuco

Público leva milhões de reais a cidades do interior de Pernambuco - Foto: Prefeitura de Sanharó

O São João vai além das deliciosas comidas típicas e das animadas quadrilhas. Para muita gente que mora no interior de Pernambuco, os meses de junho e julho são aguardados o ano inteiro. É que a festa representa boa parte - em alguns casos, a maior fatia - da receita anual de milhares de famílias. Na capital do Forró, Caruaru, que anunciou, nesta quarta-feira (7), o cancelamento do evento deste ano por causa da covid-19, a prefeitura estimou que o prejuízo do não acontecimento do evento no ano passado foi de R$ 200 milhões. 

Segundo a Secretaria de Cultura de Pernambuco, em 2019, o São João movimentou R$ 434 milhões em todo o Estado. O montante representa 25% a mais da receita gerada em 2018, quando os festejos trouxeram R$ 347 milhões às cidades pernambucanas. 

Além de Caruaru, no Agreste, cidades como Gravatá e Bezerros, na mesma região, Petrolina e Arcoverde, no Sertão, também têm grandes e tradicionais festas juninas. Até esta quarta-feira, apenas Caruaru confirmou oficialmente o cancelamento do evento. Entretanto, é provável que, a exemplo de Caruaru, as demais cidades também cancelem a festa por causa da pandemia do novo coronavírus. 

Turismo

As festas de São João atraem turistas de vários estados e países. Em 2019, de acordo com pesquisa do governo estadual, o fluxo total de turistas foi de 880.319 pessoas. Entre os Estados que mais enviaram turistas estão, Bahia (8,84%), Paraíba (4,77%), Alagoas (3,67%) e São Paulo (2,48%). 

Entre os estrangeiros, 20% eram argentinos. Espanhóis, franceses, portugueses e uruguaios representaram 10% cada. Naquele ano, também de acordo com o governo estadual, a taxa de ocupação na rede hoteleira chegou a 83,39% durante o São João - 14,4% a mais do que em 2018.

Outros segmentos

Além do setor hoteleiro, também perdem com a falta de festa bares, restaurantes, além de ambulantes formais e informais que trabalham nos principais polos das festas. 

Confira entrevista com o Presidente da Fundação de Cultura e Turismo de Caruaru, Rubens Júnior:

COMENTÁRIOS

Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.