Temos estoque de todas as 18 medicações, diz secretário após relatos de falta de sedativos em Pernambuco

Médicos denunciam falta de sedativos em Pernambuco

COVID-19
Temos estoque de todas as 18 medicações, diz secretário após relatos de falta de sedativos em Pernambuco

Secretário estadual de Saúde, André Longo - Foto: Hélia Scheppa/SEI

Em coletiva online realizada nesta quinta-feira (8) o secretário estadual de Saúde, André Longo, negou falta de sedativos em Pernambuco e afirmou que o estado tem, sim, estoque com os 18 medicamentos do chamado kit intubação. 

“O estado buscou fazer um estoque garantidor dessas medicações. Nós temos estoque de todas as 18 medicações, umas com maior volume e outras com menor volume, mas não se justifica que nós não tenhamos condições de manter os pacientes sedados em terapia intensiva, hoje, em Pernambuco. Temos quase 2 mil pacientes em terapia intensiva na rede pública e privada”, garantiu o secretário.

Esta semana, em entrevista à Rádio Jornal, o médico Arthur Milach, coordenador da UTI-covid do Hospital de Referência Unidade Boa Viagem Covid-19 e do Hospital Eduardo Campos da Pessoa Idosa, ambos no Recife, relatou falta de sedativos nas unidades e disse "não conseguir garantir que o paciente ficou totalmente inconsciente".

> Covid-19: ''Novas medidas podem ser tomadas'', diz secretária sobre atividades em Pernambuco

De acordo com Longo, Pernambuco também cedeu parte do estoque para ajudar outros estados que estavam com falta de sedativos. “Pernambuco tem, inclusive, em alguns casos de sedativos, ajudado outros estados do Nordeste, porque conseguiu fazer um estoque maior. Nesse mês de abril a gente chegou a fornecer [medicamentos] para alguns estados do nordeste”, contou.

Acompanhamento 

Segundo o secretário André Longo, nesta quarta-feira (7), uma reunião foi realizada com os gestores de todas as instituições públicas, privadas e organizações filantrópicas de Pernambuco para saber quais são as necessidades das unidades. 

A Secretaria Estadual de Saúde tem mantido contato com as instituições para averiguar as denúncias de falta de medicamentos. 

Assista a coletiva: 

COMENTÁRIOS

Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.