Vacinação contra covid-19

No Recife, quem quiser escolher vacina contra covid-19 vai ser punido e terá imunização adiada

Ideia é punir quem se recusar a receber vacina por causa da marca

Gabriel dos Santos Araujo Dias
Gabriel dos Santos Araujo Dias
Publicado em 05/07/2021 às 8:13
Victor Patrício/Prefeitura de Camaragibe
FOTO: Victor Patrício/Prefeitura de Camaragibe
Leitura:

A Prefeitura do Recife vai começar a punir quem se recusar a receber vacina contra a covid-19 por causa de marca. A partir de agora, quem tentar escolher vacina terá a imunização adiada em mais de 60 dias.

A informação foi confirmada pelo prefeito João Campos (PSB). Na prática, quando alguém chegar em um ponto de vacinação com horário marcado, mas se recusar a receber a vacina por causa da marca, o vacinador acionará um dispositivo e o indivíduo que recusou a vacina só vai conseguir acessar a página de agendamento da vacina dois meses depois.

Vacinação no Geraldão na manhã desta terça-feira (23)
Vacinação no Geraldão, no Recife
Bruno Campos/JC Imagem

De acordo com João Campos, esse sistema será implementado ainda nesta semana. A ideia é sinalizar apenas quem se recusar a receber a vacina por causa da marca, não havendo punição para quem, por qualquer outro motivo, não puder comparecer no dia em que havia marcado.

Vacinas são seguras

Autoridades de saúde e especialistas de todo o país reforçam cotidianamente que todas as vacinas disponíveis atualmente no Brasil são seguras e eficazes contra a covid-19. Eventuais efeitos colaterais são normais em qualquer vacina, contra qualquer doença, não sendo exclusividade dos imunizantes contra a covid.

Mais Lidas