Homofobia

Na Espanha, assassinato de brasileiro gay provoca onda de protestos

Samuel Luiz Muñiz, de 24 anos de idade, foi espancado por várias pessoas

Gabriel dos Santos Araujo Dias
Gabriel dos Santos Araujo Dias
Publicado em 06/07/2021 às 12:19
Reprodução/Facebook
FOTO: Reprodução/Facebook
Leitura:

Um jovem gay de 24 anos de origem brasileira foi brutalmente espancado até a morte no final de semana, na Espanha. Samuel Luiz Muñiz sofreu as agressões por um grupo de cerca de 10 homens, em uma boate.

Nessa segunda (5), várias manifestações denunciaram o caso de homofobia. Samuel nasceu no Brasil e chegou à Espanha com 1 ano de idade. Ele foi encontrado inconsciente na cidade de La Coruña, no Noroeste espanhol. Os médicos confirmaram a morte do rapaz na manhã do sábado (3).

De acordo com uma amigo da vítima, as agressões começaram quando um homem achou que estava sendo filmado por Samuel. Depois, o homem voltou com um grupo de mais de 10 pessoas para bater em Samuel.

Após agredirem a vítima, os criminosos fugiram. Até a última atualização desta reportagem, os criminosos ainda não haviam sido identificados.

Manifestação

Na segunda-feira (5), milhares de pessoas foram às ruas de Madri. Os manifestantes gritavam "Não são espancamentos, são assassinatos" e "Justiça para Samuel. Homofobia e fascismo são o mesmo".

"Espero que a investigação da polícia em breve encontre os autores do assassinato de Samuel e esclareça os fatos", escreveu o primeiro-ministro da Espanha, Pedro Sánchez, em uma rede social.

"Foi um ato selvagem e cruel. Não vamos dar um passo atrás em direitos e liberdades. A Espanha não vai tolerar isso", concluiu o premiê espanhol.

Mais Lidas