imunização

Pernambuco autoriza municípios a anteciparem 2ª dose da vacina AstraZeneca; saiba mais


A Comissão Intergestores Bipartite Estadual de Pernambuco (CIB), em reunião realizada na última segunda-feira (05), definiu o intervalo da AstraZeneca

Ísis Lima
Ísis Lima
Publicado em 06/07/2021 às 18:44
Jailton Jr/JC Imagem
FOTO: Jailton Jr/JC Imagem
Leitura:

Em coletiva online realizada nesta terça-feira (6) o secretário estadual de Saúde, André Longo, anunciou que os municípios pernambucanos estão autorizados a reduzir o intervalo entre a primeira e a segunda dose de aplicação da vacina AstraZeneca. A Comissão Intergestores Bipartite Estadual de Pernambuco (CIB), em reunião realizada na última segunda-feira (05), definiu o intervalo.

Inicialmente, o prazo entre as duas aplicações era de 90 dias. A CIB, que reúne representantes das prefeituras e da Secretaria de Saúde de Pernambuco, definiu que esse intervalo pode ser de 60 dias. "Ficou definido que os municípios podem aplicar a vacina Astrazeneca entre 60 e 90 dias após a primeira dose. O fabricante diz que esse intervalo pode ser adotado. Essa decisão foi balizada pelo nosso comitê técnico científico estadual", destacou André Longo. "Cada município deve informar o período para marcação da segunda dose, levando em consideração sua operacionalização vacinal e seus estoques", completou o secretário.

>> É seguro tomar vacina da AstraZeneca? Por que jovens têm mais reações ao imunizante? Veja o que diz o médico

>> Vacinas da Pfizer e AstraZeneca têm eficácia contra variante Delta do coronavírus; veja o risco da cepa

>> Covid-19: Por que estou tendo reações ao tomar vacina da AstraZeneca?

Recife

O prefeito do Recife, João Campos, anunciou que as pessoas que receberam a vacina da AstraZeneca poderão tomar a segunda dose a partir de 60 dias após a 1ª dose. O anúncio foi feito na tarde desta terça-feira (6) logo após a informação dada por André Longo.


Mais Lidas